Seleção feminina do Irã é acusada de escalar homem no gol

Zohreh Koudaei, de 32 anos, pegou dois pênaltis na partida contra a Jordânia e ajudou sua equipe a vencer o confronto
-Publicidade-
Zohreh Koudaei é acusada de ser homem
Zohreh Koudaei é acusada de ser homem | Foto: Reprodução/Twitter

A seleção feminina de futebol do Irã foi acusada de escalar um homem como goleiro da equipe na partida contra a Jordânia, válida pelas eliminatórias da Copa da Ásia. No jogo, realizado em 25 de setembro, Zohreh Koudaei defendeu dois pênaltis e ajudou as iranianas a vencer o confronto por 4 a 2.

Depois da partida, a Federação da Jordânia solicitou à Confederação Asiática de Futebol (AFC) a abertura de um inquérito para que seja comprovado o sexo biológico de Kouadei, que tem 32 anos. A informação foi confirmada pelo príncipe Ali Al-Hussein, em mensagem publicada no Twitter.

A treinadora da seleção iraniana, Maryam Irandoust, alega que a desconfiança sobre a sexualidade de Kouadei não passa de uma tentativa de manchar a classificação do Irá para a Copa da Ásia, que será disputada em 2022. A Jordânia, ampla favorita no confronto, acabou desclassificada.

-Publicidade-

Leia mais: “Este homem é uma lutadora”, artigo de Ana Paula Henkel publicado na Edição 78 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.