Taiwan oferece abrigo a quem fugir da repressão chinesa em Hong Kong

O governo de Taiwan se comprometeu a receber moradores de Hong Kong que tenham que sair do território por razões políticas.
-Publicidade-
A presidente de Taiwan,Tsai Ing-wen |  Foto: Divulgação/Palácio Presidencial de Taiwan
A presidente de Taiwan,Tsai Ing-wen | Foto: Divulgação/Palácio Presidencial de Taiwan | A presidente de Taiwan,Tsai Ing-wen

Governo da ilha oferece empregos e ajuda; regime comunista chinês ameaçou Taiwan por essa posição

A presidente de Taiwan,Tsai Ing-wen
A presidente de Taiwan,Tsai Ing-wen | Foto: Divulgação/Palácio Presidencial de Taiwan
-Publicidade-

O governo de Taiwan comprometeu-se a receber moradores de Hong Kong que tenham de sair do território por razões políticas. Vai auxiliá-los a conseguir emprego e oferecerá ajuda, uma posição que despertou a ira de Pequim, cujo Parlamento avança em uma lei de segurança nacional para o território.

A presidente de Taiwan, Tsai Ing-wen, foi a primeira líder mundial a anunciar medidas específicas para ajudar aqueles que podem ter de deixar a ex-colônia britânica em razão da repressão do Partido Comunista Chinês.

O chefe do Conselho de Relações com o Continente, Chen Ming-tong, afirmou, segundo a agência de notícias Reuters, que o governo vai organizar “ajuda humanitária”, que inclui abrigo e emprego, em conjunto com grupos ativistas.

“Muitos honcongueses querem vir para Taiwan. Nosso objetivo é dar-lhes abrigo e cuidado”, afirmou Chen.

A China criticou a atitude de Taiwan, afirmando que o governista Partido Democrático Progressista quer “queimar a casa”. E ameaçou: “Trazer forças violentas para Taiwan será um desastre para o povo taiwanês”.

Um destino para fugir da repressão

Taiwan já é um destino procurado por muitos habitantes de Hong Kong que querem fugir da tirania de Pequim. Nos três primeiros meses do ano, houve em Taiwan um aumento de 150% nos pedidos de moradia de honcongueses.

Mais: “Por Taiwan, China tenta pressionar a Câmara dos Deputados”

As universidades de Taiwan apresentaram um aumento de 62% no número de pedidos de matrícula por habitantes de Hong Kong. O Ministério da Educação afirmou que pretende aumentar a oferta de vagas para estudantes da ex-colônia britânica.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.