Twitter suspende perfil de Nicki Minaj por cantora levantar debate sobre efeitos colaterais da vacina

'Estamos vivendo em tempos em que as pessoas vão te dar as costas e te isolar apenas por fazer perguntas', desabafou a rapper
-Publicidade-
Foto: Nicki Minaj/Instagram
Foto: Nicki Minaj/Instagram

rapper Nicki Minaj se tornou a mais recente vítima do cancelamento. Em 13 de setembro, a cantora disse que vai se vacinar contra a covid-19 quando as pesquisas sobre os imunizantes estiverem avançadas. Minaj citou um suposto caso de um amigo de seu primo que teria ficado impotente depois de ser vacinado. “Os testículos dele incharam”, escreveu a cantora, no Twitter. “Faltam poucas semanas para o casamento, mas a noiva cancelou.”

No mesmo dia, seguidores “cancelaram” a artista, pedindo boicote à sua carreira. Na esteira das críticas, o Twitter suspendeu a conta da rapper por “fake news” — o último post é de 15 de setembro. O virologista Anthony Fauci, conselheiro médico do presidente dos EUA, Joe Biden, afirmou que a cantora “devia pensar duas vezes antes de propagar informações sem base científica.” Fauci disse ainda que o relato de Minaj sobre impotência “não faz sentido.”

“Artista brasileiro é demitido da Marvel Comics após ilustração pró-Bolsonaro viralizar na internet”

-Publicidade-

Minaj decidiu rebater os ataques em uma live no Instagram. “Não se pode falar no assunto. É assustador”, desabafou, na quinta-feira 16. “Você deveria poder fazer perguntas sobre qualquer coisa que coloca dentro de seu corpo”, disse. “Nós fazemos perguntas sobre qualquer coisa simples, como uma cola, será que essa cola funciona?”, exemplificou, ao comparar o cancelamento que está sofrendo, até mesmo de Hollywood, ao Partido Comunista da China.

“Eu lembro de ir à China e nos dizerem que não poderíamos falar certas coisas contra as pessoas”, lembrou. “Vocês não estão vendo que agora estamos vivendo nesses tempos? Tempos em que as pessoas vão te dar as costas e te isolar apenas por você falar e fazer perguntas?”, interpelou a cantora. A rapper revelou que recebeu um convite para ir à Casa Branca e saber mais sobre os imunizantes. Contudo, o governo Biden negou a informação.

Como tudo começou

Minaj se posicionou sobre as vacinas depois de sua ausência ser notada no evento Met Gala, que reúne a nata de Hollywood. Convidada, ela não foi porque os organizadores exigiram que os participantes estivessem imunizados.

Leia também: “Estão queimando livros no Canadá”, reportagem publicada na Edição 78 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

23 comentários Ver comentários

  1. Impossível debater! A manada precisa concordar com tudo! Sem contestações. Os laboratórios estão ” de boa na lagoa”… Vendendo vacinas que podem fazer mal, no mínimo, no máximo pode morrer… Ou, problemas futuro. A vacina é experimental, porque os sintomas podem levar anos para aparecer. Ganham dinheiro sem ter que arcar com nenhuma responsabilidade! O sonho de todo empresário, seja o ramo que for…

  2. Interessante essa coisa dos marginais esquerdopatas de serem contra só por serem contra: se os mandatários conservadores e as pessoas decentes e normais fossem partidários obstinados da vacinação, os marginais e essas porcarias das big-techs estariam justamente no lado oposto. Essa corja só tem jeito no cacete mesmo, não é possível! Essas desgraças deveriam experimentar um dia num país tirano de verdade!

  3. Meu esclarecido amigo, faça como eu, nem tenho facebook; sempre achei um espaço de soberba e vaidades, compartilhemos verdades nas mídias certas.

  4. Estou estranhando a lerdeza do facebook, principalmente para amigos que compartilham matérias da Oeste ou fazem comentários aqui…E exclusão de pessoas que fizeram comentários até ingênuos tem sido frequentes. Hoje está difícil comentar alguma coisa sobre postagens de amigos, tranca tudo. E amigos estão dizendo a mesma coisa. Hà 20 anos atrás escrevi numa coluna de um jornal aqui do fundo do sertão que o celular e a internet acabariam nas mãos de governos antidemocráticos que controlariam tudo e a todos…. Esqueci de dizer: controlar e punir.

  5. Brincadeira à parte, ela teve coragem de questionar o “status quo” vigente nas mídias, é crescente o número de artistas/formadores de opinião que questionam o ordenamento imposto pela “nova mídia mundial” , sejam bem vindos, não esqueçam a segunda emenda dos EUA.

    1. Até quando isso, meu Deus? Que mais pessoas do tamanho da Minaj se levante contra esses abusos e façam o povo pensar e reagir, é questão de proteger as nossas vidas!

  6. Chegamos no tempo que os lacradores e canceladores estão sendo cancelados, criaram o monstro, alimentaram o monstro e agora o monstro está devorando seus donos! Kkkkkk

  7. Tempos estranhos… E o Brasil é a única nação que oferece resistência a esse projeto de submissão global. O restante do mundo já caiu. Mas haverá reviravolta, e virá dos EUA, na sucessão de Biden.

    1. Sou moradora do municipio do Rio e hoje fui trabalhar, e quando cheguei no Bioparque fui impedida de entrar por conta da falta da vacina. Me senti tão descrimianda e envergonhada. E não pude dar o treinanento do qual estava marcado ha dias! Cada dia se afunila mais. Estamos vivendo dias dificeis da até medo.🙄

      1. todos precisamos reagir – e de verdade – ir para as ruas como fazem os franceses, australianos, americanos, que já estão se manifestando fortemente contra este “Apartheid Sanitário” que visa unicamente nos impor absoluto controle social… infelizmente um grande número de pessoas já foram doutrinadas pelo pavor financiado pela mídia… será uma luta muito difícil para recuperar as liberdades individuais no futuro

    1. Verdade sonia, e parece coisa de filme essa lavagem cerebral em escala mundial que o judiciário e mídias da esquerda (quase a totalidade) estão promovendo. Triste …

  8. Só isso daí já me simpatizei muito com essa “rapper”, apesar de não apreciar muito esse estilo. Mas dá para ver que é uma mulher “de peito”.

    1. Eu concordo com a Minaj e sei que ela está dizendo a verdade. E quanto ao comentário
      desse vigarista do Doktor Fauci sobre a impotência do primo dela, quando ela disse que o saco do indivíduo aumentou muito na razão inversa da potência do mesmo, esse Fauci nada pode dizer a respeito desse assunto pelo simples fato de ser um véio brocha (ou seria broxa?), sempre me confundo com aquele pincel.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.