Vacina da Pfizer para adolescentes oferece proteção a longo prazo

A conclusão vem de um estudo de fase 3, desenvolvido pela empresa norte-americana
-Publicidade-
Atualmente, a vacina é a única a ter a autorização da Anvisa para ser aplicada em adolescentes no Brasil
Atualmente, a vacina é a única a ter a autorização da Anvisa para ser aplicada em adolescentes no Brasil | Foto: Myke Sena/ Ministério da Saúde

A vacina da Pfizer para adolescentes de 12 a 15 anos oferece uma proteção robusta e de longa duração, segundo informou a farmacêutica nesta segunda-feira, 22.

Em um comunicado, a empresa disse que a combinação das duas doses da vacina foi 100% eficaz contra a covid-19 dentro do período avaliado, de sete dias a quatro meses depois da segunda dose.

A conclusão vem de um estudo de fase 3, desenvolvido pela farmacêutica norte-americana. Os dados serão encaminhados para as agências regulatórias em todo o mundo.

-Publicidade-

Baseadas na pesquisa, a Pfizer e a BioNTech buscarão liberação para uma dose de 30 microgramas da vacina para pessoas com 12 anos ou mais.

Atualmente, a vacina é a única a ter a autorização da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para ser aplicada em pessoas com 12 anos ou mais no Brasil.

Pfizer pede liberação para crianças de 5 a 11 anos

A Anvisa recebeu no dia 12 de novembro a solicitação da farmacêutica Pfizer para incluir a faixa etária de 5 a 11 anos na indicação da sua vacina contra a covid-19.

“A análise técnica será feita pela Anvisa de forma rigorosa e com toda a cautela necessária para a inclusão desse público específico. O prazo de avaliação da solicitação pela agência é de até 30 dias”, informou.

A vacina da Pfizer está registrada no Brasil desde 23 de fevereiro deste ano. O registro inicial contemplou pessoas com mais de 16 anos. No dia 11 de junho, a Anvisa autorizou a inclusão da faixa etária de 12 a 15 anos.

São Paulo reduz intervalo entre doses da Pfizer em adolescentes

Desde o último dia 12, a prefeitura de São Paulo reduziu para 21 dias o intervalo entre a primeira e a segunda doses da vacina contra a covid-19 da Pfizer para adolescentes. O objetivo da mudança é acelerar a campanha de vacinação contra a covid-19.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.