Zelensky promete vingar morte de crianças em Irpin: ‘Não vamos perdoar’

No domingo 6, o Exército da Rússia intensificou os ataques em áreas residenciais da cidade próximo a Kiev
-Publicidade-
Volodymyr Zelensky é presidente da Ucrânia
Volodymyr Zelensky é presidente da Ucrânia | Foto: Divulgação/Ukrinform

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, prometeu vingança contra as Forças Armadas da Rússia, que, no domingo 6, mataram uma mulher e duas crianças em Irpin, no subúrbio de Kiev. Conforme noticiou Oeste, a explosão ocorreu em uma estrada perto da ponte que ligava a cidade à capital ucraniana. A artilharia de Vladimir Putin intensificou seus ataques em áreas residenciais.

Elas estavam apenas tentando sair da cidade”, disse Zelensky, em vídeo publicado nas redes sociais. “Queriam escapar. Quantas dessas famílias morreram na Ucrânia? Não vamos perdoar. Não esqueceremos. Vamos punir todos aqueles que cometeram atrocidades nesta guerra.

-Publicidade-

“O morteiro caiu na rua, levantando uma nuvem de poeira de concreto e deixando uma família — mãe, pai, um filho adolescente e uma filha, que parecia ter 8 anos de idade, atirados no chão”, relatou o jornal The New York Times, que tinha um repórter no local. “Soldados correram para ajudar, mas a mulher e as crianças estavam mortas. O pai ainda tinha pulso, mas estava inconsciente.” O periódico norte-americano relata ainda que as Forças Armadas da Ucrânia estavam em Irpin, mas distantes da região onde ocorreram os ataques.

Leia também: “Devagar, malfeito e complicado”, reportagem de capa publicada na Edição 102 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

10 comentários Ver comentários

  1. Nada justifica a agressão russa, a invasão à Ucrânia. O ditador russo está se portando como um assassino em potencial, tirando milhares de vidas e causando prejuízos incalculáveis.

  2. Esse fato trágico que atingiu essa mãe e seus dois filhos é mais um fato de uma guerra que como todas elas é estúpida. Daí imputar culpa a quem disparou o morteiro, já é demais, todos sabemos que isso que aconteceu é efeito colateral de qualquer conflito. Quando está havendo disparo de artilharia o primeiro mandamento é se abrigar e não sair em campo aberto, sujeito a estilhaços das granadas de artilharia. É lamentável? É, mas isso acontece.

  3. Esse comediante é perigoso. Quando ele matava as crianças dos separatistas, tudo bem, agora, sob os holofotes do mundo, será um vingador. Provocou extremamente a intervenção russa, portanto ele é tão culpado quanto. Nada como uma guerra para elevar a moral de um presidente medíocre, mesmo que para isso, muitas vidas sejam ceifadas. A Oeste devia fazer uma matéria, contando em detalhes tudo, dos dois lados, e dos interesses satânicos da Otan, ONU, Europa e os milionários semeadores de mortes e desgraças.

      1. O sr. também é ator, igual ao comediante ucraniano? Está em todos os comentários com a mesma acusação ao estilo de Lênin: acuse os outros daquilo que vc. é. Se conhecesse um pouco de geopolítica, não estaria aqui escrevendo bobagens. Ter opinião diferente da sua, baseado em fatos, é, na sua opinião “receber em BTC”, ok, troll. Estude mais e melhor. Quem comenta falando o real, como o Sr, Hermes, é “defender a Rússia “, em sua cabeça. Eu devolvo a sua pergunta: está ganhando quanto de mortadela para escrever a mesma coisa em todos os posts sobre a Ucrânia?

  4. É fácil odiar o Putin, mas o Zelensky tb não é flor que se cheire. O cara já fechou inumeros veículos de comunicação, desde que assumiu o poder. É só mais um ‘projeto’ de ditador, e, pelo jeito, com o apoio dos fabricantes de ditadores: globalistas (fabricaram Sadan, Kadafi, Mao,etc).

    1. Todo político é mafioso, mas devemos levar em conta quem iniciou a agressão, quem anexou a Criméia, quem atacou sem ao menos ser ameaçado, pois é esse é o Putin!
      Rússia derrete!

      1. Não, a Rússia, não “derrete”. Se acompanhasse a geopolítica da região, saberia que em 2019, quando o comediante foi eleito, Putin disse que a Rússia não iria permitir mísseis da NATO em suas fronteiras, como os US fez em 1962, com relação aos mísseis soviéticos instalados em Cuba. Os US estava certo e Putin, agora, também. Fora o fato das duas cidades com maioria russa, que quer a independência, mas a Ucrânia não dá. O presidente ucraniano não pensou no povo, pois se a derrota vier, ele pega um avião e vai viver bem com a grana que já tem. Ali, não tem santo, mas acusar apenas a Rússia, é má intenção ou falta de estudo histórico.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.