Zoom anuncia reforço de segurança para usuários

Empresa foi acusada de não ser segura após ser divulgado que dados de reuniões pelo aplicativo estavam passando por servidores na China.
-Publicidade-
Foto: DIVULGAÇÃO/ZOOM
Foto: DIVULGAÇÃO/ZOOM | Zoom

Empresa foi acusada de não ser segura após ser divulgado que dados de reuniões pelo aplicativo estavam passando por servidores na China

Zoom
Foto: DIVULGAÇÃO/ZOOM
-Publicidade-

A ferramenta de videoconferência Zoom, cuja utilização cresceu largamente desde o início da pandemia de coronavírus, anunciou nesta quinta-feira, 16, um reforço de segurança.

Como foi noticiado por Oeste, o Zoom foi acusado de não ser seguro após ser divulgado que dados de reuniões pelo aplicativo estavam passando por servidores na China. A empresa afirmou que essa falha foi corrigida.

De acordo com o Zoom, a partir de agora a ferramenta passa a disponibilizar a função “segurança”, que permite rapidamente eliminar participantes e impedi-los que compartilhem documentos e conteúdos.

Além disso, o usuário poderá optar por uma chave de segurança para seus convidados acessarem a sala de conversa, dificultando a invasão de terceiros.

Após denuncias, várias empresas e organizações passaram a recomendar aos seus trabalhadores que não utilizassem a ferramenta.

No Brasil, como noticiou Oeste, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária proibiu o Zoom em seus computadores. Na França, a direção interministerial “desaconselha fortemente” a sua utilização.

A Google também passou a desaconselhar seus funcionários, bem como o Senado norte-americano, segundo o Financial Times.

Ainda nos Estados Unidos, os procuradores de pelo menos três estados – Connecticut, Florida e Nova York —  abriram inquérito sobre as práticas da empresa, contestando a proteção da vida privada e da segurança.

Os procuradores revelaram que o Zoom fornecia dados pessoais dos utilizadores para empresas, como o Facebook.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site