Alcolumbre repudia artigo que pede a morte de Bolsonaro

"Precisamos combater o ódio e direcionar nossos pensamentos e ações para o que temos de melhor: a empatia e a solidariedade", escreveu o senador
-Publicidade-
O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre | Foto: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre | Foto: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL | O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre | Foto: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

“Precisamos combater o ódio e direcionar nossos pensamentos e ações para o que temos de melhor: a empatia e a solidariedade”, escreveu o senador

alcolumbre
O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre
Foto: FÁBIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

O presidente do Congresso Nacional, senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), afirmou, na manhã desta quarta-feira, 8, que repudia o conteúdo do texto que torce pela morte do presidente da República, contaminado pela covid-19. “Registro minha indignação […] com o lamentável artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo, assinado pelo jornalista Hélio Schwartsman. Sou judeu e carrego comigo a dor da intolerância”, escreveu Alcolumbre.

-Publicidade-

De acordo com o texto publicado por Schwartsman, Bolsonaro “prestaria na morte o serviço que foi incapaz de ofertar em vida”. Conforme noticiou Oeste, os ataques ao presidente não se restringiram às páginas do jornal mas também ao Twitter, com a #forcacorona. Contudo, a maioria dos internautas levantaram a #ForçaBolsonaro, que alcançou mais de 200 mil engajamentos naquela rede social.

Leia o documento

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

2 comentários Ver comentários

  1. Jornalistinha militante rastaquera e odiento. A Folha vai fazer algo? Não, porque é tão militante e odienta quanto. E a ABI (Associação Brasileira de Imprensa), que silenciou sepulcralmente diante do abuso de autoridade cometido pelo STF contra um seu membro, o Eustáquio? Duvido. O que – diz-se – a ABI vai fazer, é encaminhar à PGR notícia-crime pelo alegado fato de o Presidente ter falado sem máscara. Gentalha.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.