-Publicidade-

Aliado de Doria impõe toque de recolher em cidade de SP

Prefeito do PSDB também adia volta às aulas
Vista panorâmica de parte do centro de São Bernardo do Campo
Vista panorâmica de parte do centro de São Bernardo do Campo | Foto: Jhlimones/Wikipédia

Município administrado por um aliado do governador João Doria (PSDB), São Bernardo do Campo (SP) passará a contar com medidas restritivas na tentativa de combater a disseminação da covid-19. Em nota, a prefeitura anunciou, na noite de ontem, segunda-feira 22, que haverá toque de recolher a partir do próximo fim de semana. Além disso, o retorno às aulas foi adiado.

Leia mais: “Araraquara intensifica medidas de lockdown

Para a prefeitura de São Bernardo do Campo, o toque de recolher se faz necessário como “medida emergencial” para conter a pandemia da cidade. A entrar em vigor a partir do próximo sábado, 27, a regra proíbe a circulação de pessoas das 22 horas às 5 da manhã. O comunicado oficial do órgão não informa até quando a medida restritiva será válida.

Município com mais de 840 mil habitantes, São Bernardo do Campo tem Orlando Morando (PSDB) como prefeito desde 2017. De acordo com o boletim divulgado ontem, a cidade registra 1.489 mortes em decorrência da covid-19.

Volta às aulas

A nova estratégia de Orlando Morando e equipe não se limita ao toque de recolher. No mesmo comunicado, a prefeitura avisa que o retorno presencial às aulas foi adiado. Antes, a volta estava definida para a próxima segunda-feira, 1º de março. Agora, a previsão é que ela ocorra em 15 de março. A decisão vale para as redes pública e particular.

“Avanço da média móvel de óbitos”

“A decisão se baseou no aumento da ocupação dos leitos de UTI na rede municipal, além do avanço da média móvel de óbitos”, informa a prefeitura de São Bernardo do Campo. “Também ficam suspensas as reuniões com pais e a entrega de materiais e uniformes escolares que seriam realizadas nesta semana”, avisa o Executivo do município pelo PSDB de João Doria.

Íntegra do comunicado da prefeitura de São Bernardo do Campo

Confira, abaixo, a íntegra da nota divulgada pela prefeitura de São Bernardo do Campo:

A Prefeitura de São Bernardo comunica que, por decisão do Comitê de Combate ao Coronavírus, está suspenso o retorno das aulas presenciais na rede pública de ensino (municipal e estadual), antes previsto para o próximo dia 1º de março. A decisão se baseou no aumento da ocupação dos leitos de UTI na rede municipal, além do avanço da média móvel de óbitos. A nova previsão de retorno é dia 15 de março. Com a decisão, também ficam suspensas as reuniões com pais e entrega de materiais e uniformes escolares que seriam realizadas nesta semana. As aulas da rede particular de ensino também estarão suspensas a partir do dia 1º de março. Como medida emergencial para contenção do avanço da doença, haverá toque de recolher na cidade entre as 22h e às 5h, a partir deste sábado (27/02).

Painel da covid-19: A evolução da doença no Brasil e no mundo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês