Após pedido de Aras, Moraes se nega a deixar inquérito contra Salles

Ministro classificou o pedido como peculiar e disse que 'não há qualquer dúvida' de que cabe a ele a relatoria de caso que apura a exportação de madeira ilegal
-Publicidade-
Ministro do STF Alexandre de Moraes | Foto: Nelson Jr./SCO/STF
Ministro do STF Alexandre de Moraes | Foto: Nelson Jr./SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal Alexandre de Moraes negou um pedido que buscava tirá-lo da relatoria de um inquérito que envolve o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles. A demanda foi formulada pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, na terça-feira 25 e foi respondida no mesmo dia.

O chefe do Ministério Público argumentou que o caso que apura exportação ilegal de madeira deveria ser entregue à ministra Cármen Lúcia, relatora de uma notícia-crime apresentada pelo ex-superintendente da Polícia Federal no Amazonas Alexandre Saraiva contra Salles.

-Publicidade-

Leia mais: “Moraes vota para anular delação de Cabral, que cita Toffoli”

Moraes classificou o pedido como peculiar, afirmou que os fatos apurados nos dois casos são diferentes e disse que “não há qualquer dúvida” de que cabe a ele a relatoria do inquérito resultante da operação Akuanduba, deflagrada em 19 de maio, e que investiga a exportação ilegal de madeira para Estados Unidos e Europa com envolvimento de agentes públicos.

Na dúvida, disse o procurador-geral da República no pedido, a presidência do Supremo deveria ser consultada.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comments

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site