-Publicidade-

Augusto Nunes vence Guilherme Boulos na Justiça

Socialista queria ser indenizado pelo colunista da 'Revista Oeste'
Augusto Nunes: vitória contra Guilherme Boulos diante do Poder Judiciário
Augusto Nunes: vitória contra Guilherme Boulos diante do Poder Judiciário | Foto: Reprodução/YouTube/Jovem Pan

O jornalista Augusto Nunes venceu o socialista Guilherme Boulos na Justiça. A vitória foi anunciada pelo próprio jornalista, que é colunista e conselheiro editorial da Revista Oeste, na noite desta segunda-feira, 22. Ele informou que um pedido de indenização feito pelo político foi negado.

Leia mais: “Facebook fecha o cerco sobre a Austrália”

A decisão em favor de Nunes foi tomada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP). O órgão negou o pedido de indenização. Boulos sentiu-se ofendido e recorreu ao Poder Judiciário após o jornalista tê-lo chamado de “gigolô de sem-teto”. No TJ-SP, a decisão foi unânime: os três desembargadores rejeitaram a solicitação do militante do Psol.

“Vive de ficar brincando de dirigente de sem-teto. A Justiça achou perfeitamente pertinente a metáfora”

“Ele ganhou a casa do pai. Ele não tem profissão definida. Não tem local de trabalho conhecido. Ele vive de falar”, afirmou Nunes durante a edição de hoje de Os Pingos nos Is, da rede Jovem Pan, referindo-se a Boulos. “Ele vive de ficar brincando de dirigente de sem-teto. A Justiça achou perfeitamente pertinente a metáfora”, prosseguiu o jornalista ao falar sobre o caso.

De processado a processante

O colunista da Revista Oeste aproveitou para informar que o quadro em relação a Guilherme Boulos vai se inverter na Justiça. Isso porque ele pretende processar o socialista, que chegou a conceder entrevistas em que acusa Augusto Nunes de não ter pago o que lhe devia — dívida que o TJ-SP definiu não existir.

Leia também: “A imprensa está virando religião”, artigo de J. R. Guzzo publicado na Edição 46 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês