Aziz manda carta para Bolsonaro e cobra explicações sobre denúncias de Miranda

'Por favor, presidente, diga para a gente que o deputado Luis Miranda é um mentiroso', afirmou o comandante da CPI da Covid
-Publicidade-
O presidente da CPI, Omar Aziz, cobrou explicações de Jair Bolsonaro sobre o caso Covaxin
O presidente da CPI, Omar Aziz, cobrou explicações de Jair Bolsonaro sobre o caso Covaxin | Foto: Jefferson Rudy/Agência Senado

O presidente da CPI da Covid, senador Omar Aziz (PSD-AM), cobrou explicações do presidente Jair Bolsonaro sobre as denúncias feitas pelo deputado Luis Miranda (DEM-DF) a respeito de irregularidades nas negociações para a compra da vaciana indiana Covaxin.

O comandante da comissão que investiga as ações do governo federal durante a pandemia de covid-19 afirmou que enviará uma carta a Bolsonaro na qual pede esclarecimentos. O documento também será assinado pelo vice-presidente da CPI, Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Leia mais: “Ricardo Barros rebate acusações do deputado Luís Miranda”

-Publicidade-

“Hoje, eu, o vice-presidente e o relator [Renan Calheiros, do MDB-AL] estamos mandando uma pequena carta para o senhor [Bolsonaro]. Para o senhor dizer se o deputado Luis Miranda está falando a verdade ou está mentindo”, desafiou Aziz.

Leia também: “Dono da Precisa contradiz acusações dos irmãos Miranda”

“É só uma resposta, presidente. Só uma que o Brasil quer ouvir de Vossa Excelência”, continuou o senador. “Tem várias pessoas que torcem pelo seu governo, como eu torço para que o Brasil dê certo. Por favor, presidente, diga para a gente que o deputado Luis Miranda é um mentiroso. Diga à nação brasileira que o deputado Luis Miranda está mentindo, que seu líder na Câmara [deputado Ricardo Barros, do PP-PR] é um homem honesto.”

Relembre o caso

Luis Miranda afirmou que alertou Jair Bolsonaro sobre indícios de irregularidades. Luis Ricardo Fernandes Miranda, servidor da pasta e irmão do parlamentar, também relatou ter sofrido pressão atípica de superiores para acelerar a importação do imunizante.

Leia também: “Deputado afirma que alertou Bolsonaro sobre irregularidades na compra da Covaxin”

Miranda esteve com Bolsonaro pelo menos em duas ocasiões, nos dias 29 e 30 de janeiro deste ano. O encontro do dia 29 foi, inclusive, registrado no perfil do deputado no Instagram. No dia seguinte, o parlamentar acompanhou o presidente em um passeio de moto em Brasília.

O irmão do deputado do DEM chegou a ser exonerado do Ministério da Saúde — o que teria contrariado Miranda. Alguns dias depois, entretanto, foi readmitido pelo governo.

Em depoimento à CPI, Miranda disse ainda que Bolsonaro teria citado o nome do deputado Ricardo Barros como envolvido em um “rolo” no Ministério da Saúde. O parlamentar nega.

Leia também: “As passagens do deputado Luis Miranda pela Justiça”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site