Câmara pauta votação da urgência da nova Lei do Gás

Se aprovada a urgência, PL da nova Lei do Gás poderá ser votado diretamente no Plenário da Câmara. Matéria é do interesse do governo e de investidores
-Publicidade-
Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados | Foto: AGÊNCIA CÂMARA
Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados | Foto: AGÊNCIA CÂMARA | rodrigo maia - lei moderna - meio ambiente

Se aprovada a urgência, PL da nova Lei do Gás poderá ser votado diretamente no Plenário da Câmara. Matéria é do interesse do governo e de investidores

rodrigo maia - lei moderna - meio ambiente - nova lei do gás
Rodrigo Maia, presidente da Câmara dos Deputados, é quem pauta projetos no Plenário | Foto: AGÊNCIA CÂMARA

A Câmara vota nesta quarta-feira, 29, o regime de urgência do Projeto de Lei (PL) 6407/13, a nova Lei do Gás. Em sessão deliberativo extraordinária, às 10h, deputados votarão requerimentos para delegar o regime de urgência a oito PLs.

-Publicidade-

O regime de urgência possibilita que PLs possam ser votados diretamente no Plenário da Câmara. Ou seja, uma proposta que, normalmente, precisaria ser votada em comissões permanentes, poderá pular etapas e ser votada em “estágio final”.

Sem o regime de urgência, a Lei do Gás precisaria ser votada antes na Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria, Comércio e Serviços (CDEICS).

Investimentos

A pauta, por sinal, é a primeira na sessão extraordinária de amanhã. Uma vez aprovado o requerimento de urgência, restará ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pautar a votação da matéria.

Conforme mostrou Oeste anteriormente, a nova Lei do Gás é uma matéria de interesse do governo e de investidores do Brasil. Até 2030, pode trazer investimentos de até US$ 31 bilhões por ano.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.