-Publicidade-

Câmara vota nova Lei do Gás na próxima semana

Guedes diz a aliados que a pauta deve entrar em pauta na Câmara na próxima semana. Projeto abre o mercado de gás natural para o investimento privado
O ministro Paulo Guedes | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
O ministro Paulo Guedes | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL | paulo guedes - reforma tributária - congresso

Guedes diz a aliados que a matéria deve entrar em pauta na próxima semana. Projeto abre mercado de gás natural para o investimento privado

paulo guedes - reforma tributária - congresso
O ministro da Economia, Paulo Guedes, está confiante na aprovação da matéria | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL

A Câmara deve votar na próxima semana o Projeto de Lei nº 6407/13, a nova Lei do Gás. O ministro da Economia, Paulo Guedes, confidencia a aliados estar otimista quanto à aprovação da matéria. Ele mesmo diz que o texto “deve entrar” em pauta na semana que vem.

Conforme mostrou Oeste, a nova Lei do Gás é matéria de interesse do governo e de investidores do Brasil. Até 2030, pode trazer investimentos de até US$ 31 bilhões por ano. No fim de julho, os deputados aprovaram requerimento de urgência para votar o texto diretamente em plenário.

Por 323 votos favoráveis e 113 contrários, o requerimento foi aprovado. Apenas a oposição se manifestou contra. A votação, contudo, ocorrerá com uma semana de atraso. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), havia dito que a matéria poderia ser votada nesta semana, entre esta terça ou quarta-feira.

A esta altura, o governo tem estruturado apoio para votar e aprovar o projeto. Há semanas a articulação política dialoga com o Centrão e bancadas temáticas aliadas, a exemplo da evangélica.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês