Decano tira recurso de Bolsonaro do plenário virtual

Celso de Mello também argumentou que Moro poderá fazer perguntas ao presidente Jair Bolsonaro
-Publicidade-
O ministro do STF Celso de Mello | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
O ministro do STF Celso de Mello | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL | O ministro do STF Celso de Mello | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Celso de Mello também argumentou que Moro poderá fazer perguntas ao presidente Jair Bolsonaro

celso de mello
O ministro do STF Celso de Mello | Foto: Divulgação/Agência Brasil

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Celso de Mello decidiu retirar do plenário virtual da Corte o julgamento sobre a possibilidade de o presidente Jair Bolsonaro depor por escrito. O chefe do Executivo é investigado por suposta interferência na Polícia Federal depois de denúncia do ex-ministro Sergio Moro. Anteriormente, Mello determinou que Bolsonaro depusesse presencialmente. O juiz do STF argumentou que o depoimento por escrito só é permitido aos chefes dos Três Poderes da República que figurem como testemunhas ou vítimas — em 2018, o então presidente Michel Temer pôde usufruir do benefício para se defender no caso dos portos.

-Publicidade-

Leia também: “‘Não foi por invalidez’, afirma Celso de Mello sobre sua aposentadoria”

Dessa forma, a Advocacia-Geral da União recorreu em nome de Bolsonaro. E, durante a licença médica de Mello, o relator substituto Marco Aurélio levou o julgamento do recurso para plenário virtual, em que não há debate entre os ministros da Corte e cada um inclui seu voto no sistema eletrônico do STF. Além disso, declarou voto a favor de Bolsonaro. Contudo, ao retornar ao trabalho, em 25 de setembro, Celso de Mello contrariou o colega e sustentou: “Ele não tem mais poderes, na condução do feito, do que aqueles incluídos na esfera de competência do relator natural”. O ministro também observou que Moro poderá formular perguntas a Bolsonaro.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

25 comentários Ver comentários

  1. Realmente a cada aparição desse senhor a nossa justiça fica mais pobre e com menos importância diante do seu papel histórico. Será que ele não tem amigos ou correligionários que o alertem para o papel melancólico que vem desempenhando no cenário jurídico, já tão combalido diante da opinião popular ? Por que não se cala???

  2. Entendo que além dos problemas físicos há também problemas mentais. Que ódio é esse para tamanha perseguição? Não bastou ilegalmente abrir aquela reunião interna de 22/04 para dali também criticar outros ministros? Fico imaginando se o Poder Executivo pudesse exigir a abertura de reuniões fechadas do STF, o que o Brasil conheceria, se em sessão aberta o ministro Barroso assim falou sobre Gilmar Mendes: “você é uma pessoa horrível, uma mistura do mal com o atraso e pitadas de psicopatia”. Já pensaram se Barroso fosse amigo ou simpatizante de Bolsonaro, o que diria escancaradamente à Celso de Mello?

  3. Se Moro quiser mesmo estar na política, seria inteligente se afastar desse caso, e usar o que sobrou da sua reputação para se candidatar à Câmara Federal, ao Senado já não dá mais. Quanto ao Celso de Mer*a, “…Vai, sem deixar de si saudades”!

    1. Concordo plenamente, Renato. SM seria, no momento da história, mais importante no Senado da República, já que o Senado é a única instância desse país que poderia mudar os rumos da Nação, desde que o eleitor também faça a sua parte!

  4. Se o nosso presida não tivesse visão, estaria em cima de um caminhão, TOMANDO Cachaça em garrafa de coca com pares comunistas, aguardando seus sindicalistas se esbaldarem em engradados e alambiques, aguardando a última cena. Hoje a PF sabe a quem obedecer, foi só andar com o filho do psdbista representante do comunismo, o q no Brasil quer dizer social democracia.

  5. O querer do povo na realidade é q bolsonaro ignore o celso d mello e deixe ele falando sozinho até q seja substituído. Porém como chefe de estado ele não pode fazer isso, pois dará a oposição o q eles sempre sonharam, um motivo para impeachment por descumprimento d ordem judicial. Sinuca d bico, mas eles devem levar um ponto em consideração, o povo está ao lado de bolsonaro.

    1. Daqui a poucos dias esse juiz de ? entrará com toda pompa e circunstância para: a lata de lixo da história
      De onde nunca devia ter saído.

  6. Nosso presidente pode responder as perguntas sem medo algum. nomeação de diretor da PF é competencia dele e de presidentes anteriores. Ao Sr. Mouro não é obrigado responder as perguntas porque ele não faz parte do grupo inquisidor.

  7. Celso é tipo aquele personagem de quinta, que levanta da tumba pra assustar e dar os últimos gritos antes de sair de cena. PATÉTICO!
    Decisão pra criar MANCHETE na imprensa e tentar humilhar Bolsonaro.

    1. Mais PATÉTICO é a Delegada da PF “do MORO”, se sujeitar a esta encenação ridícula pra ficar famosa!! E SERGIO virou um personagem sem noção!!

    1. Se comportando como uma criança birrenta o velho do STF tá determinado a constranger o presidente da República. Se tivesse vergonha na cara declararia sua suspeição depois de ter chamado o presidente de nazista. Esse é o nível dos ministros da mais alta corte de país.

  8. Deve ser mito triste e desolador um sujeito, como o juiz de m…., passar a ser anônimo, não ter mais bajulações, puxassaquismo, etc…será um ser inútil e que não será lembrado por nada de bom que fez. Já vai tarde!

  9. Esse “juiz de merd…” só quer mesmo é confusão. Deveria haver um meio de cassar a aposentadoria deste troço por infidelidade às leis e ao país.

    1. Este ministro de m*** mesmo velho, andando de bengala, não quer perder a majestade e deixar de ser arrogante. Nem no fim dos seus dias. A humildade engrandece o ser humano, o que ele nunca possuiu.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.