-Publicidade-

Dilma sobre o marco do saneamento: ‘Crime contra os brasileiros’

Medida aprovada no Senado vai beneficiar 35 milhões de pessoas que não têm acesso à água tratada; abertura deve atrair R$ 700 bilhões em investimentos

Medida aprovada no Senado vai beneficiar 35 milhões de pessoas que não têm acesso à água tratada; abertura deve atrair R$ 700 bilhões em investimentos

Dilma
A então presidente Dilma Rousseff em evento no Palácio do Planalto | Foto: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL

A ex-presidente Dilma Rousseff criticou ontem a aprovação do marco regulatório do saneamento básico. Em síntese, a medida vai abrir para a iniciativa privada o setor que hoje é dominado por empresas estatais. De acordo com a Confederação Nacional das Indústrias, países que seguiram esse caminho, a exemplo do Canadá, Chile, Estados Unidos, Japão e México, apresentaram melhora no serviço. “Mas essa ideia já fracassou em vários países”, observou Dilma em entrevista ao site do PT. “O tratamento de esgoto e a água limpa jamais chegarão a todos desse jeito”, afirma.

Leia também: O custo da ineficiência, reportagem publicada na edição n° 2 de Oeste

Além disso, para ela, a aprovação da medida é um atentado contra a soberania nacional: “Uma ação criminosa e perversa, pois a água está sendo essencial no enfrentamento do (sic) covid-19. E será fundamental contra qualquer vírus que no futuro ameace a gente”. Porém, conforme noticiou Oeste, a medida vai universalizar um serviço defasado que não abrange 35 milhões de brasileiros. Essa parcela da população não têm água tratada. Ainda, vai trazer R$ 700 bilhões em investimentos para o Brasil em 12 anos. Vale lembrar que a esquerda votou contra o projeto que moderniza o setor.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
Envie-nos a sua opinião, sugestão ou crítica! Fale conosco
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês