Revista Oeste - Eleições 2022

Eleições de 2022 vão ter número recorde de mulheres concorrendo à Presidência

Simone Tebet, Soraya Thronicke, Vera Lúcia e Sofia Manzano tentam conquistar a preferência dos eleitores
-Publicidade-
Simone Tebet e Vera Lúcia, na parte de cima; e Sofia Manzano e Soraya Thronicke, na parte de baixo da imagem
Simone Tebet e Vera Lúcia, na parte de cima; e Sofia Manzano e Soraya Thronicke, na parte de baixo da imagem | Foto: Aloisio Mauricio/Ton Molina/FotoArena/Estadão Conteúdo

As eleições de 2022 terão um número recorde de mulheres concorrendo à Presidência da República, com quatro candidatas entre 12. No pleito de outubro, Simone Tebet (MDB), Soraya Thronicke (União Brasil), Vera Lúcia (PSTU) e Sofia Manzano (PCB) tentam conquistar a preferência dos eleitores e chegar ao Palácio do Planalto. 

Nas eleições gerais deste ano, considerando as disputas pela Câmara, pelo Senado e pelo Planalto, as candidaturas femininas somam 33%. O crescimento equivale a 2,2% do total dessas candidaturas, em comparação com o pleito de 2018. No entanto, a alta indica uma desaceleração, se comparada com as eleições anteriores. Entre 2010 e 2014, o crescimento foi de 60,6%. De 2014 a 2018, foi de 13,3%.

Há quatro anos, 68% dos candidatos eram homens. Em 2022, os candidatos do sexo masculino representam 67% das candidaturas.

-Publicidade-

Escolaridade

O porcentual de candidatos (incluindo homens e mulheres) que cursaram o ensino superior em 2018 era de 48%. Neste ano, o número é de aproximadamente 55%. Entre os candidatos, mais da metade completou o ensino superior. Ao mesmo tempo, apenas 17,4% dos brasileiros com 25 anos ou mais alcançaram esse grau de escolaridade.

Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), os pardos representam 46,8% da população, seguidos por brancos (42,7%) e pretos (9,4%) — incluindo homens e mulheres. Nos pedidos de registro enviados ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), por sua vez, os pardos representam 35,6%. As candidaturas de pretos chegaram a quase 14% em 2022, enquanto atingiram cerca de 11% em 2018.

Estado civil

Nas eleições de 2022, o percentual de candidatos casados (incluindo homens e mulheres) se manteve similar ao verificado há quatro anos. Eles representavam 54% dos candidatos em 2018 e, neste ano, somam 53%. Os solteiros, por sua vez, correspondem a 32% dos candidatos. Os divorciados (13%) e os viúvos (2%) completam a lista.

Faixa etária

A maioria dos registros de candidatos nas eleições deste ano (13,5 mil) está concentrada na faixa etária de 40 a 54 anos (47,8%). Entre 55 e 69 anos, há 7,7 mil registros.

Comparação entre os partidos

Proporcionalmente, o Partido da Mobilização Nacional (PMN) lidera entre as legendas com mais candidatos pardos (44,5%) — incluindo homens e mulheres. O PSTU, por sua vez, é o que tem a maior proporção de pretos (38,6%).

O Novo é o partido com a menor proporção de registros de candidatos pardos (15,3%) e de pretos (3,9%). A sigla tem ainda a maior concentração de brancos (79,8%). O partido empata com PRTB, Agir e Democracia Cristã entre os que dedicam os menores números de candidaturas para mulheres (31%). O Unidade Popular tem a maior representação feminina, com 68%.

Leia mais: “Rosa também acha que só a ditadura salva a democracia”, artigo de Augusto Nunes publicado na Edição 130 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

16 comentários Ver comentários

  1. Espero que essas pessoas não voltem a ocupar A POLITICA. POLITICAGEM não leva nosso país a lugar nenhum, mantém a síndrome do cachorro vira lata e não nos deixa acordar para a BELEZA DO PAÍS E O QUANTO OS OUTROS NOS QUEREM COM SINDROME VIRA LATA, para avançar em nossas RIQUEZAS. NIOBIO, MINERIOS, TERRA E O MAIOR E MELHOR BEM QUE DISPOMOS E DEVEMOS APRENDER A CUIDAR A AGUA.
    O LIXO SELETIVO NAO SÓ AJUDA A PRESERVA O AR, MAIS PRESERVA O MEIO AMBIENTE E AGUA.

  2. Acredito que não precisamos de indio, negros, gay, heteros, lésbicas..PRECISAMOS DEPESSOAS RESOLVIDAS COM SUA SEXUALIDADES, COM RELIGACAO COM ALGO MAIOR QUE O DINHEIRO, e que tenham visão diálogo, saibam que vão errar e acertar nas escolhas de quem vai trabalhar com eles e saiba escutar.O FOCO É O POVO E O BRASIL..

  3. SIMONE TEBET, conhecido como CONCRETOSSAURA , PREFEITA INICIOU MAIS NAO CONCLUIU OBRAS, NAO DEFENDE MULHERES NO SENADO ( onde foi dado espaço cota), nem na CPI COVID 19, acredita que dinheiro PUBLICO não precisa ser dado satisfação. Soraya quer visibilidade e usou a melhor escada em 2018 ( o presidente JAIR BOLSONARO) , mais como MORO ( desmoronou) queimou etapas e ainda pode sair devendo ao FUNDAO ONDE ACHA QUE É POUCO OS BILHOES QUE GASTAM. PSTU é somente para formar sindicatos e pegar dinheiro do trabalhador, criar números pra negociar cargos, PCB deixar partido COMUNISTA com oxigênio, enquanto os demais vão comendo via FORO DE SAO PAULO. NAO TINHAM COMPETENCIA PARA APARECER E SERVEM A ESSES COMEDORES DE CHAPEUZINHO VERMELHO, GLEISI/ LULA, RENAN, TEMER.. As VOVOZINHAS estao no caminho e são usada . A PERGUNTA É COMO FICA AS NAO CHAPEUZINHO ( MARIA SEM ROSARIO) e os filhos com vergonha, drogados, mortos..

  4. Acredito que o discurso de pelos indio, pobres, negros , sem terra , gay, usado exaustivamente, MUITO BEM ABORDADO LIVRO MANUAL DO COVARDE NA PAG 89 FIUZA, nos leva a crer que o palanque da vez são mulheres, mais sabemos que as mulheres que tentaram ser independente, imponderadas tem um preço( criar personagens de cílios, cabelos, maquiagem, unhas.. , ou seja estarem quase que montadas 24 horas e e ainda querem se dar ao luxo de criticar as que querem ser AMELIA, próximas da realidade e opção de filhos, marido e casa OU CINDERELA , que apesar de não saber o final da estória, não veem o final da princesa BRITANICA, acreditam ter dinheiro, luxo, filhos e babá com o final de que a babá não a traíra e viverá feliz para sempre com o príncipe. Mas as emponderadas não tem nem um nem outro se tornam HOMENS com a vantagem de não ter saco pra coçar.

  5. Essas senhoras envergonham a nossa classe e, de forma alguma nos representam.

    Maltrataram a médica Nise, defendem o abortamento de vidas inocentes, entre outras políticas maldosas.

  6. DEPOIIS DE UM desGOVERNO DA bandiDIMA E SUA CORJA, MAIS ELEIÇÕES COM RIDÍCULAS COMO HELOÍSA HELENA E SERINGUEIRA CAVIAR, É ISSO QUE APARECE?

    A FAZENDEIRA PANTANEIRA FOI VICE DE UM GOVERNADOR PRESO DUAS VEZES E NÃO NOÇÃO DE COMPRA EM SUPERMERCADO PORQUE OS PREÇOS QUE DIVULGA NA SUA CAMPANHA, SÓ SE FOR PRATICADO PELAS SUAS TERRAS.

    A OUTRA, DEPOIS DO (P)ERNAMBUCO É (S)EUS (L)ARANJAS ENCHER DE PARAQUEDISTAS A CAMPANHA DO BOLSONARO EM 2018, DEVERIA FAZER PAR COM O CARA DE PAU NO MEIO DOS BONECOS DE OLINDA.

    O RESTO É PARASITA COMUNITÁRIA MARAVILHADA COM O FUNDO PARTIDÁRIO.

  7. Esse é o tipo de mulher que não me representa. Não votaria em nenhuma nem pra vereadora, imagina pra presidenta. Já tivemos uma anta, e não foi fácil pra tirá-la de lá.

  8. TODAS EXIGIRÃO TRATÁ-LAS DE PRESIDENTA.
    Dentre tantas as razões, também por isto – que as identifica como esquerdopatas – não alcançarão 5 milhões de votos.

  9. Todas de esquerda.

    Todas lendo os discursos criados por homens de esquerda e, por isso, prontas para lacrar qualquer mulher honesta de direita.

    Marionetes não tem mais vez na política brasileira.

    1. Se tivesse um gráfico de pizza, com condenados, descondenados, denunciados e limpos, não iria sobrar espaço para vermos a fatia do Bolsonaro.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.