USP violou a lei eleitoral ao promover evento com Lula e Haddad

Universidade organizou uma ‘aula aberta’ sobre ‘democracia’ e convidou apenas políticos e ideólogos petistas
-Publicidade-
Lula esteve no evento promovido pela USP
Lula esteve no evento promovido pela USP | Foto: Reprodução/YouTube

A Universidade de São Paulo (USP) violou a lei eleitoral ao promover, em 15 de agosto, o evento intitulado “Universidade pública e democracia”. O encontro contou com as participações do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e do ex-ministro Fernando Haddad (PT).

Segundo Arthur Rollo, advogado especialista em Direito eleitoral, as leis brasileiras proíbem a realização de propaganda política em bens de uso comum do povo. “Não é permitido pedir voto nas universidades, mesmo que por meio de palavras mágicas”, explicou. “É comum as universidades convidarem políticos para uma sabatina, mas não para fazer propaganda eleitoral.”

-Publicidade-

O evento, organizado pelo coletivo USP Pela Democracia, teve o objetivo de “expressar a indignação do grupo diante das violações à democracia brasileira e promover um debate sobre o papel das universidades nesse contexto”. Os petistas, na companhia da escritora e ideóloga Marilena Chauí, discursaram na Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH).

Rollo explica que, embora o evento tenha sido promovido por um coletivo, as universidades públicas não podem ser palco de propaganda política. “Nesse caso, a USP teria de indicar as pessoas que organizaram o encontro e torná-las responsáveis por isso”, afirmou.

A reportagem procurou a assessoria da FFLCH, que não assumiu a responsabilidade pelo evento. O coletivo USP Pela Democracia, por sua vez, não respondeu às mensagens.

Leia também: “USP mantém obrigatoriedade de uso de máscara e vê número de casos de covid-19 aumentar”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

22 comentários Ver comentários

  1. O que se passa hoje com o judiciário pode ser objeto de espanto e consternação, mas não deve ser visto com muita surpresa. A censura materializada sob a forma tão brutal das decisões do senhor Alexandre de Moraes só se tornou possível após ser gestada, por décadas, no recinto das universidades, no interior das quais a hegemonia esquerdista imperou sempre incontestada. Imperativo categórico e cláusula pétrea do consenso universitário, que só tem apreço pela liberdade de cátedra quando não encerre o risco do verdadeiro contraditório, sua observância impunha-se logo a todos que ingressassem nos seus domínios. Nenhum debate, no seu âmbito, jamais se montou sem a eliminação preliminar de qualquer hipótese desaprovada pela polícia do pensamento, que com tanto zelo se desincumbe do nobre mister de vigiar e punir tudo que pareça ameaçar a linha justa da ortodoxia autorizada. A redução da discussão não precisa nem mesmo se tornar objeto de deliberação. Opera de forma automática pela filtragem da correção política vigente, e a punição vem logo sob a forma do boicote e do cancelamento, técnica hoje empregada em escala multitudinária e sem rebuços pelos checadores de notícias falsas.
    O mal é profundo e é possível remontar sua origem à universidade. Egresso da USP, tendo lá concluído nada menos do que duas graduações, Direito e Ciências Sociais, notórios centros da intelectualidade esquerdista, posso afirmá-lo com tranquilidade e um saber de experiência feito.

  2. OS PARASITAS MAIS NOCIVOS, OBREIROS E OCIOSOS DA MÁQUINA PÚBLICA PAULISTA ESTÃO NESSA UNIVERSIDADE E NA FUNDAÇÃO QUE USA O NOME DO SAMTO PADRE ANCHIETA COMO FACHADA, QUE ALIMENTA A TV CULTURA HERZOG.

    1. Os professores dessas Universidades públicas são uns parasitas que ganham muita grana e pouco ficam na Universidade e quando lá
      estão doutrinam esses jovem que não sabem nada do passado. Que índio fajuto foi aquele ?

  3. O PRINCIPAL PROFESSOR DA USP
    (US PODRE)AUTORIZOU, AFINAL É CHEFE DO TSE.ESTAMOS NO SEMI PRESIDENCIALISMO E O PODER MODERADOR É O STF,ASSIM FALARAM OS MINISTRO DA SUPREMA CORTE

  4. Mas a USP está dominada por estes petebas tem muito tempo , com mais um mandato de J. Messias e Tarcísio em SP , vamos fazer uma faxina nesta universidade e ela vai melhorar bastante , quem viver verá.

  5. Não existe recalque nenhum, só se for seu meu caro. O que existe sim é que a cada 1USD gasto com um menino/ menina do ensino básico se consome 8USD para um aluno da USP. Isso tem que mudar, esse povo aí tem que mostrar produtuvidade, coisa que com raras exceções vemos. Eu pensei seriamente em durante a pandemia, ligar uma câmera e ir inspecionar laboratórios na farmácia, na biomedicina, etc.. para ver se estavam ali correndo atrás de desenvolver uma vacina.. ou medicamento. Acredito que não, pois não vimos quase nada. O que poderia mesmo estar rolando e com quase toda certeza, era verificamos um monte de alunos escrevendo papers sem conteúdo para gerar pontos no curriculum de seus pupilos/ orientadores, ou talvez cuidando da plantação de maconha em algum cantinho do Crusp.

  6. Há muitas críticas cabíveis aqui, não à USP como um todo, mas ao pessoal de Humanas que tende à esquerda. Ao contrário das universidades federais, a USP e a Unicamp são referências internacionais em pesquisa científica, formando várias parcerias com empresas em alta tecnologia e colaborando de forma decisiva para a competitividade da economia brasileira. Quem nunca estudou na USP sempre tem a chance de prestar a FUVEST novamente e curar o recalque. Bom dia a todos!

  7. Tem muitas críticas cabíveis aqui, não à USP como um todo, mas ao pessoal de Humanas que tende à esquerda. Ao contrário das universidades federais, a USP é a Unicamp são referências internacionais em pesquisa científica, formando vedias parcerias com empresas em alta tecnologia e colaborando de forma decisiva para a competitividade da economia brasileira. Quem nunca estudou na USP sempre tem a chance de prestar a FUVEST novamente e curar o recalque. Bom dia a todos!

  8. VERGONHOSO. Ora, ora, senhores. Não foi a USP quem convidou LULADRÃO. Quem convidou foi um agente, pessoa física, com poder na USP. E isto é vergonhoso porque acaba envolvendo uma instituição séria com a imagem de um ladrão e corrupto, que é o que LULA é. Como ex-aluno da FACULDADE DO LARGO DE SÃO FRANCISCO, não aprovo isso e tenho vergonha dessa promiscuidade criminosa.

  9. Não é mais barato e eficaz passar essas universidades para a iniciativa privada e o governo apenas bancar os alunos de poucos recursos? Ou pelo menos uma CPI da Universidades Públicas (sem atores ‘circenses’, se puder)?

  10. USP , antro de lacaios , serviçais e militantes esquerdistas , lamentável e Inaceitável 🤔 Fica a pergunta ??? O que estamos formando ???

  11. O filósofo Roger Scruton disse acerca do intelectual marxista, Lukács, o que vale para os intelectuais da USP: ” resgatar o marxismo (…) colocá-lo acima da ciência, sobre o qual pode então governar em vazio triunfo. “. A USP é um antro de esquerdistas em que baixa o nível a medida que sobe a titulação acadêmica.

  12. Essas ̶f̶á̶b̶r̶i̶c̶a̶s̶ ̶d̶e̶ ̶m̶i̶l̶i̶t̶a̶n̶t̶e̶s̶ universidades tem tanta moral para falar em democracia quanto um guaxinim tem para falar de conserto de geladeira.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.