Em laudo, PF descarta ‘sinais de adulteração’ em vídeo de suposta orgia de Doria

Vídeo começou a circular nas redes sociais em 2018
-Publicidade-
Mulher que teria participado de encontro deve prestar depoimento hoje
Mulher que teria participado de encontro deve prestar depoimento hoje | Foto: Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo

Em janeiro deste ano, a Polícia Federal (PF) elaborou um laudo pericial no qual descarta “sinais de adulteração” em um vídeo de 2018 que supostamente mostra o governador de São Paulo, João Doria, em uma orgia. À época, o tucano era candidato ao Palácio dos Bandeirantes e chegara ao segundo turno.

O inquérito foi aberto em 2018, a pedido dos advogados de Doria, para apurar crime de “difamação sexual”. No vídeo, datado de 23 de outubro daquele ano, é possível ver um homem nu com feições semelhantes às de Doria rodeado de seis mulheres nuas Após o vídeo, Doria foi a público negar tratar-se dele.

Um dia depois do vídeo ter sido publicado, o criminalista Fernando José Costa — que atualmente é secretário da Justiça do tucano — conseguiu a análise de dois peritos que sustentavam ter identificado adulterações nas imagens. Costa disse ainda que, na data da gravação do vídeo, Doria estava em outro lugar.

-Publicidade-

Segundo noticiou a revista Crusoé nesta terça-feira, 8, que teve acesso à investigação sigilosa, uma das mulheres que participaram da suposta orgia de Doria prestará depoimento nesta terça-feira, 8, à Polícia Federal (PF).

Em nota, o governador falou em “perseguição política”. “A PF está reeditando o maior crime eleitoral já realizado contra um candidato na história do Brasil”, informou o tucano. “Justamente quando se aproximam as próximas eleições presidenciais.” Doria ainda acusou a PF de prejudicar sua pré-candidatura.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

25 comentários Ver comentários

  1. Pelo menos essa máscara dele caindo é verdadeira kkkkk a outra, que tirou na frente da mídia e que o Augusto Nunes avisou com antecedência, foi uma encenação barata e ridícula 🤢

  2. Confesso que como tucano desde Montoro e Covas, somente fiz minha filiação ao PSDB para apoiá-lo nas prévias para a Prefeitura de São Paulo em 2016 e votei nele em 2018 por entender que BolsoDoria era verdadeiro e digno. Em 2019 observei o mau caráter e prepotência desse sujeito quando desqualificou o pronunciamento de Bolsonaro na ONU.
    Realmente, já com certa idade na época (71) não consigo entender porque somos tão enganados por políticos, dai porque vou continuar com o “tiozão do churrasco”, que nos transmite sinceridade, trabalho e luta pela liberdade. Não esta sendo fácil Bolsonaro governar com os opositores Poderes Legislativo e Judiciário.

  3. Este que está no governo de São Paulo vai ser derrotado em 2022 pois em 2018 embarcou na onda Bolsodoria e tão logo que pode começou a trair quem o elegeu ,é um ditador barato chimfrim e vai ser derrotado e deveria ser banido da política!!!

  4. O foro privilegiado do governador de Estado é no órgão especial dos respectivos tribunais de justiça. O suposto crime eleitoral ocorreu no âmbito de eleição para governador de Estado. Não é a polícia civil estadual que está investigando o suposto crime ? Na época, o tal vídeo teria sido vazado por um parlamentar da assembleia legislativa do Estado de São Paulo. Pelo menos, foi atribuído a um deputado da ALESP. Acho que a revista Cruzoé/antagonista está querendo dizer que a PF, por influência do PR (“o Moro tem razão” rsrs) quer desmoralizar o pré candidato Calçada Apertada, ops, João Doria. Estranho né ? Ou será o próprio DitaDoria que quer voltar aos holofotes ?

  5. Esta reabertura desde caso revalidando as imagens, está parecendo treta pra promover o calcinha apertada !!! Óbvio que as imagens eram falsas!!! Onde já se viu Dória em orgia com *mulheres* !!!! Se fossem 6 garotões tudo bem…..

  6. As mulheres eram loiras do leste europeu? Então era o Renan Santos ou o Mamãe Falei, num “Tour de blonde”. Jamais seria o Dória, ele é inocente nisso daí.

  7. Eu só estou achando estranho nessa treta que o valente estava rodeado por seis mulheres, e não por seis fortões do tipo irlandês jogador de rugby.

    1. KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK maluco você me fez gargalhar até chorar de rir aqui no meu trabalho agora, no banco. Que comentário mais gozado huahauahuahuaha parabéns pelo humor!!!

  8. Se esse homem que ele nega que era ele, devo concordar que não era ele mesmo. Onde já se viu um sujeito desse, ladeado de seis mulheres nuas? Definitivamente não era o Dória, com certeza, a companhia seria outra.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.