Em seminário na Câmara, esquerda exalta ‘criança trans’

Evento ocorreu entre 8 e 10 de dezembro
-Publicidade-
Foto: Divulgação/Flickr
Foto: Divulgação/Flickr | Foto: Divulgação/Flickr

Evento ocorreu entre 8 e 10 de dezembro

em seminário na câmara
Foram tratados no evento, entre outros assuntos, a “reação à onda conservadora” | Foto: Divulgação/Flickr
-Publicidade-

Entre 8 e 10 de dezembro, a Câmara dos Deputados promoveu o XVII Seminário LGBTQIA+, que contou com a presença de ativistas, profissionais da saúde e parlamentares de esquerda. Um dos destaques do evento foi a participação de um garoto de 12 anos, que se identifica como transexual. Ele foi adotado por um casal gay aos oito anos. Atualmente, toma bloqueadores de puberdade de modo a impedir o desenvolvimento natural do organismo. O pai o chama por um nome feminino e se queixou de dificuldades que impedem a criança de usar o banheiro das mulheres e competir no esporte na condição oposta ao sexo natural. “Ela ficou 14 horas sem ir ao banheiro [feminino]”, relatou o pai. “A patinação é extremamente heterocisnormativa”, garantiu.

Alexandre Saadeh, coordenador do Ambulatório Transdisciplinar de Identidade de Gênero e Orientação Sexual, do Hospital das Clínicas da USP, participou do evento. Segundo ele, para ser transexual, basta que a criança afirme sê-lo. Aos pais e médicos, cabe apenas aceitar e não questionar —mesmo que, adiante, a criança mude de ideia. “Tem crianças e adolescentes que vão fluir de um polo binário para o outro o tempo todo. E essa é a história daquela criança. Não sou eu que vou decidir se ela vai ser menino ou menina. É ela que vai dizer para a gente sempre quem ela é”, observou. O médico defendeu que a “assistência” à transição de gênero em crianças e adolescentes seja oferecida na rede pública de saúde. E exaltou a criança transgênero: “Você tem um papel importantíssimo”.

Foram tratados no seminário, entre outros assuntos, a “reação à onda conservadora” e críticas ao presidente da República, sem mencioná-lo. Carolina Iara, co-vereadora pelo Psol em São Paulo, queixou-se da “política genocida do governo federal de acabar e matar a população LGBT pelo SUS”. Júlio César Barbosa, do Coletivo dos LGBT Sem-Terra, protestou contra a “retirada de direitos”. Também participou do evento a transexual Indianare Siqueira, apresentada como “prostituta, vegana e militante pelos direitos das mulheres”. Segundo o jornal Gazeta do Povo, ela chegou a ser presa e condenada na França por exploração da prostituição, e foi expulsa do Psol em 2019 por um motivo semelhante, antes de se filiar ao PT.

Leia também: “Rumo à utopix socialistx intersecionxl”, artigo de Bruno Garschagen publicado na edição n° 38 da Revista Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

13 comments

    1. Esse “médico ” ALEXANDRE SAADEH precisa encontrar um PAI, que tenha uma criança entrincheirada ideologicamente para ensiná-lo o que realmente um PAI é capaz!!!
      #SUPREMOEOPOVO
      #NAOAIDEOLOGIADEGENERO

      1. #Supremopovo??? Bandos de retardados. Deus é o Supremo Criador e Senhor.

  1. Hoje a criança quer ser menina, amanhã, menino, depois um peixe, cabe aos adultos apenas sorrir e acenar. Mas ai da criança que queira ser apenas criança…

  2. Me faço sempre uma pergunta idiota diante de pensamentos tão imbecis quanto esses discutidos no “seminário”: se a criança resolver que quer comer batata frita e coca cola todos os dias, preciso apenas aceitar e apoiar a decisão dela? Afinal de contas, quem sou eu para decidir o que meu filho deve ou não comer!!

  3. Com tantos problemas de saúde natural, fome, miséria, moradia e saneamento da maioria de nossa população brasileira, enfim com aquele IDH que nos coloca atrás de vários países da América Latina, esses INÚTEIS PARLAMENTARES desenvolvem PAUTAS dessa natureza? Reformas e medidas urgentes e necessárias ficam para depois de 2.022 com o pais quebrado?

  4. Que vergonha esse PeSOaL. Fico até imaginando se esse pessoal consegue descobrir quem botou fogo no Museu Nacional!
    Tudo é sempre coisa desconexa, são mesmo de outro mundo.
    Parece o laboratório da redeglobolixo!!!

  5. Outro dia li um artigo muito impactante relacionando o direito de escolha da orientação sexual por uma criança ou adolescente ao próximo passo da agenda progressista, que é a defesa da pedofilia. A lógica é: se a criança tem condições para tomar uma decisão de orientação sexual, não teria discernimento sobre o que é consentido ou não? Obviamente que aqui entramos no terreno da manipulação dos adultos sobre as crianças e os adolescentes vulneráveis física e emocionalmente. Sugiro investigarem esse tema, pois é um perigo iminente. É dessa forma que a agenda progressista vai avançando: apresenta cenários em conta gotas e vamos dando pouca importância. Depois, quando demos conta, estranhamos porque o mundo está tão diferente daquele que aprendemos dos nossos pais e avós.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site