Fernández comemora decisão que anulou condenações de Lula

Presidente da Argentina disse que 'a justiça foi feita'
-Publicidade-
Presidente da Argentina, Alberto Fernández
Presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O presidente da Argentina, Alberto Fernández, comemorou nesta segunda-feira, 8, a decisão do ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, de anular todas as condenações do ex-presidente Lula (PT) pela Justiça Federal no Paraná.

Fernández foi às redes sociais para tecer críticas à Justiça brasileira. O mandatário disse que as sentenças proferidas contra o petista tinham o “único propósito de persegui-lo e eliminá-lo da carreira política”.

-Publicidade-

Leia mais: “Após decisão de Fachin sobre Lula, bolsa despenca e dólar sobe”

“Eu comemoro que Lula foi reabilitado em todos os seus direitos políticos. As sentenças proferidas contra ele com o único propósito de persegui-lo e eliminá-lo da carreira política foram revogadas. Justiça foi feita!”, disse o argentino.

Em 26 de março, Fernández vai se encontrar com o presidente Jair Bolsonaro em evento para celebrar os 30 anos da criação do Mercosul. Bolsonaro criticou a decisão de Fachin e afirmou que o magistrado tem uma “forte ligação com o PT”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Visto que não há nada a ser comemorado na desgraçada ‘A gente tinha’ , seu presidente move seu bigode de milongueiro para enaltecer a impunidade de nosso macunaina larápio. Los Hermanos conseguem ser piores do que nós.

  2. Pena não termos invadido esse lixo hispânico quando da Guerra do Paraguai – agora temos de aturar governantes de um Estado falido fazendo comentários sobre nossa política interna.

  3. Acho que o Bolsonaro deveria rever dessa decisão de ir a essa reunião desse Mercosur, pelo contrário, deveria sair dessa porcaria isso é só atraso para nós e ainda está se arriscando a ter que ouvir um monte de besteira desse “milonguero” cafajeste, só falta ele fazer o “L” na cara do Bolsonaro, e ainda gritar “Lula libre”.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.