Globo volta a ser a emissora que mais recebe verbas da Secom

Entendimento do TCU favoreceu emissora
-Publicidade-
Emissora perdeu o páreo em 2019
Emissora perdeu o páreo em 2019 | Foto: Reprodução/Globo

Neste ano, a Globo voltou a receber a maior fatia do investimento da Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto (Secom). A TV Record, que disputa o segundo lugar de audiência com o SBT, havia assumido a dianteira.

Contudo, a situação mudou depois de determinação do Tribunal de Contas da União (TCU). A ordem fez com que a Secom revisasse a distribuição de recursos. Portanto, a emissora passou a receber novamente mais dinheiro.

É o que informou o site Poder 360, em reportagem publicada nesta quarta-feira, 24. Segundo o texto, a nova determinação obrigou o ministro Fábio Faria (PSD-RN) a seguir o entendimento do TCU sobre as verbas de publicidade.

-Publicidade-

Compilados desde 2019, os dados mostram que a Record vinha ocupando o primeiro lugar: recebeu R$ 58,8 milhões do governo. O SBT vem em segundo, com R$ 53,5 milhões. A Globo ficou em terceiro, com R$ 47,2 milhões.

A Globo e o TCU

Análise do TCU concluiu haver “assimetria” no pagamento de serviços de publicidade. O governo Bolsonaro deu mais dinheiro para emissoras que não eram líderes em audiência, informou o órgão.

O ministro Fábio Faria, responsável pela Secom, fez um acordo com o TCU, com a finalidade de reequilibrar a distribuição.

Leia também: “Globo inquieta”, reportagem publicada na Edição 85 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.