Governadores pedem reunião com Bolsonaro e defendem diálogo entre Poderes

Também foram encaminhadas solicitações para os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco, e do STF, Luiz Fux
-Publicidade-
Fórum Nacional de Governadores se reuniu nesta segunda-feira, 23
Fórum Nacional de Governadores se reuniu nesta segunda-feira, 23 | Foto: Governo do Estado de São Paulo

Depois de uma reunião na manhã desta segunda-feira, 23, do Fórum Nacional de Governadores, o grupo solicitou uma reunião com o presidente Jair Bolsonaro com o objetivo de baixar a temperatura da crise entre os Poderes, agravada nos últimos dias.

Em uma mensagem em vídeo gravada depois do encontro, o governador do Piauí, Wellington Dias (PT), afirmou que pretende conversar diretamente com o presidente da República.

Leia mais: “Governadores marcam reunião emergencial para discutir crise entre Poderes”

-Publicidade-

“Sair daqui, deste encontro de hoje, [com] o pedido, o convite, de uma agenda com o presidente da República”, disse o petista. “Uma agenda com o presidente Jair Bolsonaro. Nela, nós vamos colocar, por parte dos governadores, a defesa do diálogo para este momento do Brasil. Na perspectiva de criarmos um ambiente adequado para evitar uma piora, tanto na economia, com impacto no social, não só em relação à desvalorização do real, em relação à inflação, em relação à subida dos juros.”

Além do pedido de reunião com Bolsonaro, o Fórum de Governadores decidiu encaminhar convites para os chefes dos demais Poderes — Rodrigo Pacheco (DEM-MG), presidente do Senado, e o ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF).

Leia também: “‘A gente não pode aceitar passivamente’, diz Bolsonaro sobre prisões de Jefferson e Silveira”

Segundo o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), a intenção é “utilizar a força dos governadores que falam em nome da população e levar essa fala dos 27 governadores para todos os Poderes constituídos no país”.

Além de Dias e Ibaneis, participaram do encontro desta segunda, por videoconferência, outros 22 governadores de Estado, entre os quais o de São Paulo, João Doria (PSDB), um dos principais opositores de Bolsonaro e pré-candidato ao Palácio do Planalto em 2022.

Leia também: “Bolsonaro volta a defender voto verificável e fala em ‘suspeição’ das urnas”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

43 comentários

  1. Muito estranho esse desejo de conversa…na maioria das vezes esses governadores( principalmente a esquerdalha eleita no NE) procura boicotar e impedir atos do governo federal….

    1. Engraçado eles dizerem que falam em nome da população, qual população????? Nenhum deles me representa, um monte de corruptos.

  2. As divergências polticias são evidentes, mas torna-las um caminho de conflitos permanentes não é lá muito racional. Lógico, lógico que já há uma mãozinha do Lula nesta tentativa de diálogo. Qualquer indisponibilidade de Bolsonaro já será uma demonstração e tática para mostrar uma certa intransigência de Bolsonaro. Vai ter que usar de muita artimanha. No fim ouvir nunca é demais, e ser estratégico também nunca é demais.
    Conhecei seu inimigo e 50% da batalha estara vencida. Se una aos seus aliados e numa reunião de 27 pelo menos 10 vão estar alinhados com o Presidente. Espero que neste caso o executivo central e dos Estados se unam em prol de frear um inimigo central. Ministros ….. do tribunal … eles estão extrapolando todos os limites e todos sabem. Está situação desenfreada é ruim pra todos. E além disso a PF bate a porta de todos

    1. N sei quem disse para esses caras que eles falam por nós. Olha de onde é o líder do diálogo *PT* partido das trevas. A batata de muitos está assando e querem retirar as brasas que aquece seus lombos.

  3. O governador de São Paulo não representa os interesses dos paulistas. Nos enganamos ao elegê-lo. O pedido desta reunião proposta pelos governadores com o Presidente Bolsonaro e os outros dois ou três, representa a importância e o peso das ações propostas pelo movimento contra as arbitrariedades do STF e a fraqueza do Pacheco.

  4. Querem apenas passar a pecha de intransigente para o executivo Federal. trata-se de uma dissimulação. Correto será marcar a reunião para depois de 7 de setembro, tendo em vista que o governador Wellington ias afirma “falar em nome do povo”. Seria uma ótima oportunidade para confronta-los com o hálito quente das ruas.

  5. Essa reunião será bastante oportuna depois do dia 7 de setembro. O momento é de ouvir a voz do povo nas ruas, estranho logo agora que a tal da corda arrebentou quererem pacificar os poderes. Será que tem estão com medo? De que afinal? Do povo nas ruas? Sinceramente não acredito!!!

  6. É um bom recomeço para esses governadores. Todos os 24 governadores aí vivo e a cores presencialmente no Palácio do Planalto com os 22 ministros de governo e os chefes de poderes. O convite deveria partir do Bolsonaro. Aí vamos ver se eles aceitariam. Se for por vídeo vai começar com a baixaria do João Doria. Aí é desgaste geral. Reunião sem gravação de áudio ou vídeo. Será que eles aceitam?

  7. Ibanez dizendo que os governadores falam em nome da população, totalmente errado , quem fala pela população e com a população é o Presidente Bolsonaro , vocês agora estão demonstrando o medo que estava enrustido , o povão acordou muitos de vocês não se reelegerão e as 6 da matina , a PF vai bater na porta de muitos de vocês

  8. =>”Segundo o governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), a intenção é “utilizar a força dos governadores que falam em nome da população e levar essa fala dos 27 governadores para todos os Poderes constituídos no país”.”<=.

    Loucura, em nome de qual população, a da que eles escravizam, subjugam, iludem?
    Mais uma ato de pura sabotagem para acrescer aos inúmeros já realizados até aqui!
    Ouvir corruptos, negociar com bandidos, é impossível, sempre tentarão um golpe, uma vantagem indevida, um ponto melhor de ataque e abordagem!

  9. O único ponto para ter um acordo, no meu entendimento, seria o stf reconhecer os avanços que deu na área dos outros poderes e voltar atras, o que vai ser difícil. Humildade não existe no vocabulário de juizes, promotores, etc.

  10. Governadores falando em nome da população? Seria cômico para não dizer trágico…penso que a iniciativa só tem o objetivo claro do incômodo da polícia federal nos Estados e também Pra blindar a fraqueza e inoperância de Pacheco. Caso Bolsonaro queira dialogar com os demais poderes não precisa do intermédio dos governadores, principalmente desses que tudo fazem pra desestabilizar o governo Federal…

  11. Esta bem com cara de uma arapuca. Temos que permanecer no nosso norte, até que tudo fique da forma CERTA. Cada macaco no seu galho e que ninguém mais ouse a exorbitar poderes neste pais.

  12. O PR vai estar muito ocupado nos próximos dias, se preparando para duas reuniões com o Povo Brasileiro, em 07 de setembro. Em Brasília e na Avenida Paulista. A partir dessa data poderá ser marcada a reunião com os governadores, esses mesmos que meteram a mão nos repasses do governo federal, escândalos conhecidos por covidão, além de patrocinarem as aberrações do STF contra os apoiadores do PR. Esses vagabundos vão entrar de cabeça baixa e sair de joelhos, tamanha enrabada que vão levar do PR, que falará, aí sim, em nome do povo.

  13. Agora, Inês é morta! Querem ganhar tempo para montarem mais uma armadilha. Os governadores não falam em nome da população coisa nenhuma. Não querem o fato. A primavera brasileira tem data: 07 de setembro.

  14. E desde quando esses “governadores” falam em nome da população? Na hora que fecharam tudo e não se importaram com quem ficava sem condições de se sustentar ou sustentar a família? Ou quando ataca o governo federal e sta mentiras o tempo todo através dessa imprensa marrom? Ou quando correm para o papai 5TF para se blindar da CPI? Agora vem com essa conversinha fiada? Estão é vendo o tamanho do gigante que vão enfrentar no dia 7 e vão tentar fazer o PR desistir, mas esse dia é do povo, somos nós que queremos independência dessa bandidagem e impedir a volta dos que deviam estar na cadeia!

  15. É boa intenção e sinceridade, mesmo, ou estão querendo se aparecer de bonzinhos e os grandes resolvedores? E a corrupção no dinheiro da convid, porque não se manifestam? Também o descalabro da CPI circense, que só ataca Bolsonaro, com objetivo de derrubá-lo? Nenhuma palavra sobre os desmandos e autoritarismo inconsotitucionais do STF.

  16. Esses governadores representam qualquer coisa, menos o POVO. Votei no doria, levado por um discurso mentiroso (bolsodoria) desse escalador, e ele não me representa de jeito nenhum.

  17. Agora que a chapa esquentou, querem conversa, antes eram notas de repúdio e conspiração para a derrubada do Presidente. Quando o Doria ficou sabendo da disposição da Polícia Militar de São Paulo se colocar sob o comando do Exército, borrou nas calças e viu o tamanho da sua insignificância.

  18. Tic, tac… Tic, tac… TCU, MP, PF já estão deflagrando operações contra o covidão. A água já está no nariz e muitos desgovernadores já estão nas pontas dos pés.

    Político só tem medo do povo organizado. Dia 07/09 se aproxima.

    Tic, tac… Tic, tac…

  19. Será que os governadores estão pensando em reeleição e querem surfar na popularidade do Presidente Bolsonaro de novo? Assim, tão descaradamente? Até tu, Agripino Doria? Não tem vergonha, não?
    O Presidente pode conversar com todos, claro, viva o diálogo! Mas uma coisa é inegociável para a população. Se os governadores estão mesmo com boas intenções, devem assinar um termo – antes de iniciar a conversa – cada um deles se comprometendo a comparecer na CPI do Covidão e esclarecer como foi gasto o dinheiro recebido do Governo Federal para enfrentar a pandemia.

  20. Esses Governadores esticaram a corda até quebrar. Neste momento querem arrego depois que a onça com sede está se dirigindo para o rio beber água. São covardes, mentirosos, falsos e medrosos. Agora que o caldo está engrossando querem diálogo. Vão se ferrar. Se Bolsonaro ceder, estará cometendo o maior erro da sua vida. Se arrependerá para o resto da vida se for complacente. Em nenhum momento esses caras demonstraram nenhuma benevolência com a população. Muito pelo contrário. Botaram a polícia pra cima do povo. Não é possível que Bolsonaro caia nessa. Com essa gente não se dá moleza não. Se der arrego vai pagar o preço. Ele e a população.
    Além disso todo mundo sabe e está estampado na cara de pau dos malas que isso é uma estratégia pra ganhar tempo e esmorecer as manifestações de 07 de setembro.

  21. é uma declaração maliciosa e cretina… pois não representam mais o povo… povo este que foi tratado como gado nesta fraudemia ,…. e traz implicitamente que o bolsonaro que é culpado pelo clima atual ou que ele não tem motivos para estar agindo da forma que está… ou seja um sofisma politico eleitoreiro com deixas para o ativismo judicial dos togados e procuradores… malditos sejam !

  22. Teatrinho puro! Caíram na armadilha do Covidão, ou seja, a cueca está bem recheada, a CPI não decolou, o fundão foi para o espaço,
    o povo está com sangue nos olhos e a P. FEDERAL também. O PR deverá fazer seu papel principal com muita tranquilidade! 🤭😉

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro