-Publicidade-

Vice de Biden já espalhou ‘fake news’ para criticar Bolsonaro

Kamala Harris foi escolhida por Joe Biden para compor a chapa do Partido Democrata na disputa eleitoral contra Donald Trump
Kamala Harris criticou Bolsonaro, mas com direito a fake news | Foto: REPRODUÇÃO/ABC
Kamala Harris criticou Bolsonaro, mas com direito a fake news | Foto: REPRODUÇÃO/ABC | kamala harris - vice de biden - fake news - bolsonaro

Kamala Harris foi escolhida por Joe Biden para compor a chapa do Partido Democrata na disputa eleitoral contra Donald Trump

kamala harris - vice de biden - fake news - bolsonaro
Kamala Harris criticou Bolsonaro, mas com direito a fake news | Foto: REPRODUÇÃO/ABC

Um ano antes de ser anunciada como candidata a vice-presidente da República dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, Kamala Harris foi ao Twitter para fazer a alegria da esquerda brasileira: criticar Jair Bolsonaro. Em postagem publicada em agosto de 2019, ela culpou o mandatário brasileiro pela “devastação” da Floresta Amazônica.

Leia mais: “Antes de ser vice, Kamala Harris criticava fortemente Biden”

De acordo com a senadora, o presidente do Brasil deveria responder pela situação da região. Sem apresentar dados em relação a isso — e divulgando apenas recortes de imagens de uma selva em chamas —, Kamala aproveitou para espalhar duas fake news. Isso porque ela afirmou que a Amazônia é responsável por 20% do oxigênio de todo o planeta e que a floresta é a morada de 1 milhão de indígenas.

 

As fake news

  • Oxigênio. Diferentemente do que foi propagado há um ano por Kamala Harris, a equipe do site National Geographic garantiu, após ouvir cientistas, que a “contribuição real da Amazônia para o oxigênio que respiramos provavelmente gira em torno de zero”.
  • Povos indígenas. A agora candidata a vice-presidente dos Estados Unidos parece não ver problema em fazer afirmações sem ter, no entanto, conhecimento de causa. Isso porque a Fundação Nacional do Índio (Funai) destaca que, segundo o Censo de 2010, o Brasil nem sequer abriga 1 milhão de indígenas. Na ocasião, a população era de 817,9 mil.
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. 817 mil indios em todo o Brasil, no sul, no cerrado, no Nordeste, ou seja, se for contar apenas os da amazonia dá metade disso ou menos

  2. Dia 16/08 o STF, com um mínimo de patriotismo, tem a oportunidade de enterrar de vez a entrega do subsolo BRASILEIRO, macumunada pelo foro de São Paulo, fazendo valer o marco legal das terras indígenas, confirmando a CARTA de 88. ONGs nacionais e internacionais q são verdadeiras orcrims e botam fogo na floresta, tudo sob as vistas de ex governantes q buscavam a miséria humana, se afastarão de X do nosso território, q esperamos nunca + corra o risco q vem passando. A Europa já era, querem refundar o velho continente na Amazônia. Perderam.

  3. É mais uma vadia de esquerda, como muitas há, infelizmente!
    Espero que essa inutilidade como pessoa, pelo menos seja útil, para empurrar a campanha do Joe “negócios na Ucrânia” Biden, ladeira abaixo….
    Tá falado!

    1. Falou merda! Esse Bolstanaro vai ter que se adaptar às exigências do novo governo americano. Vai ter que fazer sim o mínimo dever de casa: cuidar do meio ambiente, já que os outros deveres ele não sabe como fazer. É imcompetente…

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês