Lira discute com Barroso mudanças no sistema eleitoral

Grupo de trabalho na Câmara planeja mudanças na legislação já para 2022
-Publicidade-
Deputada Margarete Coelho; presidente do TSE, Luís Roberto Barroso; e presidente da Câmara, Arthur Lira
Deputada Margarete Coelho; presidente do TSE, Luís Roberto Barroso; e presidente da Câmara, Arthur Lira | Foto: Antonio Augusto/Ascom/TSE

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), encontrou-se nesta segunda-feira, 1º, com o presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Luís Roberto Barroso, para tratar de sugestões de mudanças no sistema eleitoral.

Lira estava acompanhado da deputada Margarete Coelho (PP-PI), que é relatora de um grupo de trabalho na Câmara sobre mudanças na legislação eleitoral. A deputada também é relatora da PEC da Imunidade.

-Publicidade-

Leia mais: “PEC da Imunidade foi tratada de forma injusta, diz Lira”

“Fazer uma legislação possível, mais moderna, mais atualizada, para que nós tenhamos um êxito no processo eleitoral, de muito mais transparência, muito mais cidadania, com respeito à democracia no Brasil”, disse Lira.

Barroso garantiu que a conversa foi “altamente republicana e preocupada com o interesse público”.

Grupo de trabalho

Formado por 15 deputados, o grupo tem prazo de três meses para concluir os trabalhos, que poderão ser prorrogados. A relatora já adiantou que espera evitar essa prorrogação, lembrando que há novas eleições em 2022.

Segundo a relatora, entre os temas que serão discutidos estão o voto impresso, cláusula de desempenho dos partidos políticos e das coligações, atos preparatórios para as eleições, crimes eleitorais, inelegibilidade, financiamento e propaganda eleitoral. O sistema partidário está fora do escopo de temas a ser debatidos.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comentários

  1. Pode soltar até pesquisa de Data folha, que hoje não é paga pela Globo pq não tem recurso, se o país espera o voto impresso!!!
    E pq não aperfeiçoar agora o sistema eleitoral?
    Não estou perguntando se o voto apenas eletrônico é seguro entende?
    Ontem no Roda Viva o menino Rodrigo Pacheco se candidatou ao,escrutínio dessa esquerda nojenta que aparelhou o estado brasileiro.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.