Lula perde ação contra jornalistas e é obrigado a pagar R$ 31,9 mil

Petista perdeu na Justiça e, segundo o jornal O Estado de S. Paulo, fez o pagamento em 24 de março
-Publicidade-
Ex-presidente Lula (PT) | Foto: Reprodução/Redes Sociais
Ex-presidente Lula (PT) | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O ex-presidente Lula foi obrigado a pagar R$ 31.940,14 em honorários ao advogado de três ex-jornalistas da revista Época que foram processados pelo petista por danos morais em 2015. Ele perdeu na Justiça e, segundo o jornal O Estado de S. Paulo, fez o pagamento em 24 de março.

Na edição 882 daquele ano, a revista publicou a matéria de capa “Lula: o operador”, na qual revelou uma investigação da Procuradoria no Distrito Federal para apurar se o petista teria atuado para favorecer a Odebrecht em contratos na América Latina e na África com dinheiro do BNDES.

-Publicidade-

Leia mais: “Lula pede a Gilmar Mendes que Moro seja declarado suspeito em processos sobre sítio e instituto”

“A matéria está repleta de falácias e afirmações vis — todas, sem exceção de uma sequer — divorciadas das práticas éticas e sensatas do bom jornalismo. Imputaram a Lula a prática de conduta criminosa sem um fiapo sequer de prova”, afirmava a ação.

A defesa de Lula recorreu até ao Superior Tribunal de Justiça (STJ), mas não teve sucesso. A reportagem foi assinada por Thiago Bronzatto e Filipe Coutinho, enquanto Diego Escosteguy era editor-chefe da revista.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.