-Publicidade-

O #FiqueEmCasa não vale mais para os moradores de Wuhan

Na cidade chinesa que exportou o coronavírus para o mundo, a vida voltou ao normal
Turistas aparecem sem máscaras passeando por Wuhan, na China | Foto: Divulgação/Redes sociais
Turistas aparecem sem máscaras passeando por Wuhan, na China | Foto: Divulgação/Redes sociais
Em grande parte da cidade, a vida voltou ao normal | Foto: Divulgação/Redes sociais

Em 23 janeiro de 2020, uma quinta-feira, os moradores de Wuhan receberam um alerta em seus smartphones às 2h da madrugada. Começava, assim, o primeiro lockdown em razão do coronavírus na história. Um ano depois, o cenário é completamente diferente. Na cidade chinesa que exportou o vírus para o mundo, mais ninguém é obrigado a ficar em casa.

O site Deutsche Welle revela que neste sábado, 23 de janeiro de 2021, as ruas de Wuhan estavam lotadas. Em grande parte da cidade, a vida voltou ao normal. Conforme noticiado por Oeste, recentemente o governo local até começou uma campanha para incentivar a volta do turismo à cidade.

Leia também: “Em Wuhan, mortes por coronavírus não aumentaram com a reabertura das escolas”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês