Moro e Lula voltam à pauta do STF nesta quinta-feira

Ministros definem o futuro de ação que mira o petista e o processo que trata da suposta parcialidade do ex-juiz
-Publicidade-
Fachin anulou sentenças contra o petista na Lava Jato
Fachin anulou sentenças contra o petista na Lava Jato | Foto: Allan Santos/PR | STF | Ricardo Stuckert

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) retomam nesta quinta-feira, 22, os julgamentos que tratam da anulação das sentenças contra o ex-presidente Lula e da suposta suspeição do ex-juiz Sergio Moro. Às 14h, os magistrados devem definir dois pontos: 1) aonde irão os processos que estavam na vara de Curitiba; 2) se ratifica a parcialidade de Moro na ação do tríplex do Guarujá (SP) estabelecida pela Segunda Turma da Corte. No entendimento do ministro Edson Fachin, o caso do petista deve ser transferido para a Justiça Federal de Brasília.

No foro do Distrito Federal, Dilma Rousseff, Guido Mantega, Antonio Palocci e Lula foram absolvidos de uma acusação de organização criminosa. Já Alexandre de Moraes sustenta que a papelada seja encaminhada a São Paulo, onde estão os imóveis que Lula recebeu como propina. No que diz respeito à suspeição de Moro, a expectativa é a de que o entendimento majoritário seja por declarar parcial o ex-juiz da Lava Jato. Nessa hipótese, o ex-presidente poderá estender a medida a casos como o do sítio de Atibaia e do Instituto Lula.

-Publicidade-

Leia também: “A operação que mostrou que todos são iguais perante a lei”, reportagem publicada na edição n° 21 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

11 comentários

  1. Circo armado! Jogo de cartas marcadas. Instituição desacreditada, partidária, câncer da nação. Ao ex-juiz, “comedor de corda”, resta entrar de cabeça na politica. Ou foro privilegiado ou cadeia, eis suas opções. No Brasil atual, bandido manda em xerife!

  2. 2o. Ato:
    A FARSA.
    Convidados especiais: a classe média brasileira que virou joguete do establisment.
    Que vergonha tenho de dizer a amigos que já votei em FHC, Lula e Aécio.
    Mas declaro que encontro-me em franco tratamento:
    Ajudei a confirmar o golpe contra Dilma, afastando de uma só vez em 2.018 do achaque a MG, ela e o Pilantrel, 2 guerrilheiros postes do Zé Dirceu.
    Como engenheiro, nesta reorganização dos canteiros, afastamos de vez outro poste, o Haddad, impingindo ao seu inspirador, o condenado, a maior e definitiva derrota política.
    Não serão gangs que aparelham o estado, a impedir a limpeza geral por nós decidido concluir.

  3. Se tivesse sido julgado em Brasília, eles diriam que o caso deveria ter sido julgado em Pelotas. Se fosse em pelotas diriam que deveria ter sido em Boa Vista, no Acre. Se fosse em Boa Vista diriam que deveria ter sido na Conchinchina. É assim.

  4. INACREDITÁVEL É CONSTATAR QUE OS SUPREMOS DEUSES NÃO SE ENVERGONHAM DAQUILO QUE JULGAM!!! NÃO SE DÃO CONTA DO PÉSSIMO EXEMPLO QUE PASSAM PARA OS JOVENS, NOTADAMENTE AQUELES QUE ESTUDAM DIREITO!!! E O CIDADÃO CONTRIBUINTE PAGANDO, PAGANDO, PAGANDO …

  5. Tipo de notícia que nem precisa ser lida, já sei o que os cachorrinhos e cachorrinhas subalternos do 9 Dedos vão aprontar mesmo, para quê perder tempo?

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site