Moro respeita anulação de sentença no STF, mas…

Ex-juiz federal se posiciona sobre decisão vinda da Segunda Turma do Supremo
-Publicidade-
Ex-magistrado teve decisão anulada, mas lembrou não ter sido o único a condenar doleiro | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
Ex-magistrado teve decisão anulada, mas lembrou não ter sido o único a condenar doleiro | Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL | sergio moro - segunda turma do stf - banestado

Ex-juiz federal se posiciona sobre decisão da Segunda Turma do Supremo

sergio moro - segunda turma do stf - banestado
Ex-magistrado teve decisão anulada, mas lembrou não ter sido o único a condenar doleiro
Foto: FABIO RODRIGUES POZZEBOM/AGÊNCIA BRASIL
-Publicidade-

Responsável por julgar em Curitiba casos relacionados ao esquema conhecido como Banestado, Sergio Moro diz respeitar a decisão tomada ontem pela Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF). Conforme noticiou Oeste, a Corte anulou a condenação definida contra o doleiro Paulo Roberto Krug.

Leia mais: E os processos envolvendo Lula?

“Com o empate de 2 a 2 no STF, fica anulada minha sentença que condenou um doleiro no caso Banestado — um marco do combate ao crime”, publicou Moro em seus perfis nas redes sociais. “Respeito o resultado”, prosseguiu o ex-magistrado em postagem divulgada no início da tarde de hoje.

Respeita, mas…

Sem mencionar que os ministros Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski foram os que votaram por sua suspeição e pela anulação da condenação do doleiro, Moro aproveitou o momento para relembrar que o caso em questão foi confirmado por outros dois órgãos do Poder Judiciário brasileiro: o Tribunal Regional Federal da 4ª Região e o Superior Tribunal de Justiça.

EXCLUSIVO PARA ASSINANTES: “STF, um partido político”, artigo de J. R. Guzzo publicado na edição 21 da Revista Oeste

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

16 comments

    1. Não concordo que o STF seria um partido político,mas diante de certas decisões favoráveis a criminosos,enxergo o STF como uma instituição associada ao crime organizado.

      1. Infelizmente o político Moro está destruindo a obra do Juiz Moro.

      2. Marcelo Gurgel e um comentário totalmente idiota, dando razão aos ministros Gilmar Mendes e o Lewandowski. Por que isso? porque Marcelo Gurgel é um bolsominion tal qual petistas cuja boçalidade e idiotice os impedem de usar o cérebro.

  1. Eu estou jogando a toalha, não dá para ter esperança num país onde o supremo tribunal, que devia dar o exemplo de rigidez contra o crime, toma essas decisões absurdas, e vem mais por ai

    1. Prezado Dalmo, realmente dá vontade de jogar a toalha, mas não esqueçamos que chegamos a esse ponto justamente em razão de nossa omissão.
      O Brasil, os nossos e suas futuras gerações, creio que mereçam pelo menos agora nosso esforço!

    2. Não concordo que o STF seria um partido político,mas diante de certas decisões favoráveis a criminosos,enxergo o STF como uma instituição associada ao crime organizado.

  2. Os Ministros do STF tem inveja do sucesso do Moro com seu trabalho na Lava Jato. Ponto. Agora que o ex-juiz não tem o respaldo de bolsonaristas e tem o desprezo de lulistas, os despeitados vão derramar toda a vilania sobre ele. Não passam de incompetentes funcionais, desprezados pela opinião pública.

    1. E tem mais: essa decisão do STF é um desrespeito com os juízes de instâncias acima da do ex-juiz. Fico me perguntando como essa gente, que é formada e concursada, engole esses disaforos de de apadrinhados políticos sem formação.

    2. Muito bem dito Ruy Quintão, e é esse bando de eleitores fiéis aos seus bichinhos , digo políticos , de estimação que o Brasil continuará sendo a república de bananas. Se hoje qualquer ministro sair do governo, imediatamente a caterva bolsonarista tratará de desclassificá-lo. O que lhes falta é um mínimo de QI e vergonha na cara mesmo.

  3. O STF é o paraíso de bandidos. Veja se isso é justiça: o réu é condenado por 1 juiz de primeira instância, 3 desembargadores do TRF, 5 ministros do STF e com um empate de 2 x 2 no STF o processo é invalidado (pelo jeito o juiz, os 3 desembargadores e os 5 ministros eram incompetentes). O Brasil deveria extinguir todas as instâncias inferiores e ficar só com o STF. Eles é que mandam mesmo, para que perder tempo nas outras instâncias. Fariamos uma economia absurda.

      1. Se o inferno existe, não escapa um. E eles sabem disso. Não existe balança no mundo que suporte o peso da consciência dos membros do STF.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site