Negociando fusão, DEM e PSL divulgam nota conjunta contra Bolsonaro

Os dois partidos vêm negociando uma possível fusão e podem lançar candidatura única à Presidência da República
-Publicidade-
Declarações de Jair Bolsonaro no 7 de Setembro foram criticadas por DEM e PSL
Declarações de Jair Bolsonaro no 7 de Setembro foram criticadas por DEM e PSL | Foto: Marcos Corrêa/PR

Os discursos do presidente Jair Bolsonaro em Brasília e São Paulo, na terça-feira 7, durante as manifestações em apoio ao seu governo, continuam repercutindo no centro da política nacional. Ontem, o DEM e o PSL — ex-partido do presidente da República — divulgaram uma nota conjunta com críticas às falas de Bolsonaro no feriado da Independência.

As duas legendas vêm negociando há alguns meses uma possível fusão. A intenção é formar aquele que seria o partido com a maior representação no Congresso. Na Câmara dos Deputados, o PSL tem a maior bancada, ao lado do PT, com 53 parlamentares, enquanto o DEM possui 28.

Leia mais: “Depois do 7 de Setembro, Pacheco cancela sessões no Senado”

-Publicidade-

A intenção da eventual nova legenda seria lançar uma candidatura própria à Presidência da República. O PSL já vem anunciando a pré-candidatura do apresentar de TV José Luiz Datena ao Palácio do Planalto em 2022.

Na nota, os dois partidos afirmam que “entendem que a liberdade é o principal instrumento democrático e não pode ser usada para fins de discórdia, disseminação de ódio, nem ameaças aos pilares da própria democracia”.

Leia também: “Fux vai expressar hoje ‘indignação’ do STF com o 7 de Setembro”

“Repudiamos com veemência o discurso do senhor presidente da República ao insurgir-se contra as instituições de nosso país. Hoje, se torna imperativo darmos um basta nas tensões políticas, nos ódios, conflitos e desentendimentos que colocam em xeque a democracia brasileira e nos impedem de darmos respostas efetivas aos milhões de pais e mães de família angustiados com a inflação dos alimentos, da energia, do gás de cozinha, com o desemprego e a inconstância da renda”, informaram as legendas.

Leia também: “‘Muito forte para chegar ao 2° turno’, diz presidente do PSL sobre Datena”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

13 comentários

  1. Agora o Bolsonaro vai tremer de medo, o DEM do nanico da Bahia, que se o avô tivesse vivo o expulsaria do Partido por incompetente e a parte corrupta do PSL fizeram uma nota conjunta, do alto de sua gigantesca representatividade que equivale a uma nota de três reais. Vendo as coisas que fazem certos políticos, eu tenho a impressão que vivem num mundo paralelo, desconectado da realidade. O que o Lula não conseguiu, os atuais mandatários estão fazendo de modo acelerado, destruir o DEM.

    1. O Presidente do DEM está pensando apenas nas suas conveniências que é se manter politicamente vivo no seu Estado com a cumplicidade da Rede Globo de quem são afiliados na Bahia. O resto que se exploda.

  2. Esse Bolsonaro está esperando o que? Ou ocupa a moita ou desocupa a moita. Estão fazendo esse cara de tonto e ainda ele não percebeu? Aí fica ruim continuar. O STF e o Congresso(Pachequin) vão dobrar as apostas. Passou do tempo. A FIESP, B3 e FEBRABAN não vão esperar a vida inteira. Realmente o STF descobriu a fraqueza do presidente. MUITA BRAVATA e pouca ação. Os deputados morriam de medo, hoje dão risada. Para o mercado pouco importa quem manda no país, desde que ganhem dinheiro. Então preocupação sobre “o que o mundo vai pensar” é bobagem. No início é complicado, mas quando o investidor ver o lucro ninguém quer saber se é um general, um capitão ou já vagabundo.

  3. A corda não tem mais o que esticar, ou seja, o que resta agora é o presidente Bolsonaro invocar o art. 142 da Constituição e botar essa corja de vagabundos no seu devido lugar. Blá, blá, blá daqui para frente é perda de tempo. Pessoalmente não vejo saída.

  4. …que os impede de dar respostas efetivas aos “milhões de pais e mães de família angustiados com a inflação dos alimentos, da energia, do gás de cozinha, com o desemprego e a inconstância da renda… E A AUSÊNCIA DE POLÍTICOS SÉRIOS E HONESTOS”, faltou elencar, em Braille e LIBRAS.

  5. Resumo da ópera: Esses caras não estão nem aí para esse apoio popular demonstrado para o Bolsonaro. Estarão eles certos? Tem alguma informação que não dispomos? Confiam que esse apoio derreterá até as eleições? Uma coisa é certa: Demonstração maior que essa jamais acontecerá outra vez, atingiu o pico e a tendência daqui para frente, se algo não acontecer conforme as expectativas populares, só será a de descer a ladeira, basta lembrar que ainda faltam 13 meses para as próximas eleições e o Bolsonaro, sequer tem um partido para dizer que é seu, um desabrigado, sem eira nem beira.

  6. Uma nota contra o povo, cheia de mentiras, pois a fala do PRESIDENTE em momento algum foi contra as instituições, mas contra ações ilegais, inconstitucionais de alguns que estão ministro. Pensam que o povo é burro, morrerão abraçados em 2022, o eleitor acordou e está cada dia mais por dentro da política, sabemos quem são os vilões, os bandidos, as hienas, os urubus, e ontem o povo mostrou ao mundo que confia no PRESIDENTE BOLSONARO, seguimos firmes, seguimos juntos.
    #BOLSONARO2022🇧🇷🇧🇷

  7. Será por que essa mega manifestação, aparentemente nem abalou os nervos desses políticos, o Bolsonaro trucou e eles estão gritando “é seis”? Estão dobrando as apostas? Serão jogadores profissionais que fingem não estar abalados diante de uma derrota fragorosa? Como não sou jogador nem de pôquer e nem de truco, não sei responder.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro