Papa Francisco vai receber vereador que invadiu igreja

Renato Freitas foi cassado por quebra de decoro parlamentar
-Publicidade-
O vereador Renato Freitas, durante invasão a templo em Curitiba - 07/02/2022 | Foto: Reprodução/Instagram
O vereador Renato Freitas, durante invasão a templo em Curitiba - 07/02/2022 | Foto: Reprodução/Instagram

A defesa de Renato Freitas (PT), vereador que invadiu a Igreja Nossa Senhora do Rosário, em Curitiba, comunicou que o agora ex-parlamentar será recebido pelo papa Francisco em setembro deste ano. A informação foi divulgada pelos advogados de Freitas, na quinta-feira 4, um dia antes da cassação do petista.

Freitas foi cassado na manhã de hoje, por 23 votos a 7, por quebra de decoro parlamentar. Em fevereiro, o petista liderou um ato no templo católico. À época, fiéis relataram ter sido xingados de fascistas, racistas e homofóbicos.

Trata-se da segunda cassação, sendo a primeira em junho. A desembargadora Maria Aparecida de Lima, do Tribunal de Justiça do Paraná, contudo, devolveu o mandato do parlamentar no mês seguinte, ao acolher um recurso.

-Publicidade-

Desde que a Câmara Municipal abriu o procedimento de cassação, Freitas tem alegado que o processo é motivado por “racismo”. A Arquidiocese de Curitiba chegou a sair em defesa do petista, além do ex-presidente Lula e figuras do PT.

“Iremos até Roma denunciar o abuso”, informaram os advogados de Freitas. “O sumo pontífice receberá o vereador, que teve seus direitos políticos cassados por ser negro e por ter se manifestado contra a violência aos negros.”

Representam a defesa do vereador que invadiu a igreja os advogados Guilherme Gonçalves, Antônio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, e Edson Vieira Abdala.

Leia também: “Agressões gratuitas”, reportagem publicada na Edição 92 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

41 comentários Ver comentários

  1. era o q faltava: este papa comunista receber um criminoso filhodaputa…. Acho q podem fechar a igreja catolica, perdeu o sentido… E este vagabundo tem q ir pro presidio

  2. Difícil agora saber quem é o mais moleque, sem vergonha, ordinário mesmo. Um pivete que não tem respeito por ninguém, ou esse argentino comunista, adorador de vagabundos. Esse cara que está papa, não tem respeito pelo povo e portanto, não merece o nosso respeito. E esse pivete, o que será que acha do papa vermelho? Fez muito bem a nossa câmara municipal de Curitiba, em cassar o mandato desse moleque baderneiro, delinquente.

  3. Sujeito cara de pau, de baderneiro virou vitima, e o papa esquerdista juntamente com a diocese de Curitiba ainda o defende, a nossa indignação virá pó diante das manifestações de apoio, daqueles que o deviam o condenar.

  4. E assim, aos poucos mas inexoravelmente, a Igreja Católica Apostólica Romana vai permitindo, e até patrocinando, a sua destruição. Se o papa pedisse para esse demagogo dizer, com sinceridade, o que pensa da Igreja, e do papa, a resposta não seria agradável, com certeza.

  5. Esse papa eh um HORROR. Dar espaço pra um pivete desse eh INCOMPREENSÍVEL. Esse argentino eh o anticristo. A igreja católica tinha que se LIVRAR urgentemente desse rato de batina.

  6. Quer dizer então que, para conseguir ser recebido por esse vigário argentino e vigarista, basta explodir algumas igrejas então? É o que esse comunista vagabundo que está sentado no que dizem ser o trono de São Pedro, está querendo dizer em outras linhas tortas.

  7. Eu estou lendo alguns comentários, gente, não foi o papa que o chamou lá. Isso artifício dos advogados para desviar o foco para racismo, perseguição por ser negro. O pontífice está lá para acolher a todos. Isso não quer dizer que o papa o ache inocente ou culpado. O vereador invadiu uma igreja cujo o papa é o líder religioso, é por isso que estão indo lá para tirar o peso do crime que cometeu. O problema não é o papa, mas a justiça que vive invertendo as coisas em prol do crime. Esse sim que é o problema do nosso país. O grande problema da nação brasileira hoje se chama judiciário ativista. E não o perdão do papa.

    1. Errado. Com esse gesto não se pretende o “perdão papal”, pois o vereador militante não deseja o perdão da Igreja.
      Ao contrário. O que se deseja, nesse gesto, é o reconhecimento do Papa de que o militante petista não fez “nada de errado”.
      Equivale ao papa militante (e simpatizante da causa e ideologia comunista) passar a mão na cabeça do militante que invadiu o templo catolico.
      Para receber o perdão é preciso, antes, reconhecer que cometeu o erro.
      Não é o caso desse vereador comunista!
      Ao contrário. Ele quer, com esse gesto, é que (implicitamente) o papa reconheça que ele não fez “nada de errado”.

  8. Capaz que ele vai lá chorar pro Papa que a câmara cassou o seu mandato? O que ele acha que o papa pode fazer por ele? Eles não vivem dizendo que o estado brasileiro é laico? Pq então ele acha que o Papa vai poder reverter isso? Seja homem, invadir igrejas é crime.

  9. Primeiro: Imagino o valor que o Kakay está cobrando para defender o meliante.
    Segundo: Como catolico, eu fico triste em saber que o Santo Padre irá receber no Vaticano, um profanador de igrejas, que não está nem aí para Deus!

    1. Exatamente essa questão, quem banca a viagem? Quem banca os advogados caríssimos? Mudar uma invasão de igreja com injúrias e chingamentos para outra esfera é muito malabarismo, a cassação foi consequência do ato.

  10. O papa pode perdoar mas a justiça não. Foi assim com o turco que tentou matar João Paulo II. Curtiu sua longa pena na prisão apesar do perdão papal.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.