Randolfe quer instalar CPI da Covid, versão 2

Senador era vice-presidente da comissão, Omar Aziz, presidente, e Renan Calheiros, relator
-Publicidade-
Senador Randolfe Rodrigues | Foto: Pedro França/Agência Senado
Senador Randolfe Rodrigues | Foto: Pedro França/Agência Senado

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) afirmou nesta terça-feira, 11, que protocolou no Senado um pedido para a abertura de uma nova CPI da Covid.

Pelas redes sociais, ele disse que a nova comissão seria necessária para apurar as ações e omissões do governo Bolsonaro desde novembro de 2021 em relação à pandemia.

-Publicidade-

“Entre outros pontos, teremos como foco: Atraso e insuficiência na vacinação infantil; insuficiência de provisão para doses de reforço em 2022; ataques do presidente da República aos técnicos da Anvisa e à vacinação da população adulta e infantil”, escreveu o senador.

Randolfe Rodrigues ainda citou: “a insuficiência da política de testagem; e o apagão de dados do Ministério da Saúde com as suas consequências no correto monitoramento da evolução da pandemia”.

“Não atuaremos apenas através de ações no STF. É necessário termos um instrumento, um mecanismo para pressionarmos os criminosos que estão na Presidência. Por isso protocolei hoje requerimento de retomada da CPI da Covid”, continuou.

As CPIs são uma prerrogativa da minoria da Câmara ou do Senado, não é necessária a assinatura da maioria dos senadores ou dos deputados para sua abertura. No caso do Senado, que tem 81 senadores, bastaria a assinatura de um terço deles (27).

Caso o requerimento alcance esse número de assinaturas, o presidente Rodrigo Pacheco pode determinar a abertura da comissão. No caso da CPI da Covid, a comissão foi aberta apenas após determinação do ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal.

CPI da Covid 2021

A CPI da Covid, que tinha Randolfe Rodrigues como vice-presidente, terminou em outubro com o pedido de indiciamento de duas empresas e 78 pessoas, entre eles o presidente Jair Bolsonaro.

Com a justificativa de investigar ações e omissões do governo federal no combate à pandemia, a “primeira versão” da CPI terminou sem conseguir elaborar sequer uma denúncia consistente de desvio dos cofres públicos.

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.