Rondônia proíbe linguagem neutra em escolas

Instituições que não seguirem as regras poderão sofrer sanções
-Publicidade-
Está proibido usar linguagem neutra nas escolas de Rondônia
Está proibido usar linguagem neutra nas escolas de Rondônia | Foto: Reprodução/Redes sociais

O governo de Rondônia proibiu as escolas públicas e privadas do Estado de utilizarem a chamada linguagem neutra em materiais didáticos. A medida foi publicada no Diário Oficial na última terça-feira, 19.

De acordo com o texto, fica “expressamente proibida a linguagem neutra na grade curricular e no material didático de instituições de ensino públicas ou privadas, assim como em editais de concursos públicos”. Ainda segundo a Lei nº 5.123, as instituições de ensino e os professores que não obedecerem às novas diretrizes poderão sofrer sanções.

O governo de Rondônia afirma que o objetivo da proposta é estabelecer “medidas protetivas ao direito dos estudantes ao aprendizado da língua portuguesa de acordo com a norma culta”.

-Publicidade-

Linguagem neutra

Em reportagem publicada em Oeste, o especialista em linguagem e professor de literatura do Instituto Borborema Caio Perozzo alerta para os perigos da submissão da língua portuguesa à ideologia e ao relativismo.

“Há pessoas que percebem algo, mas se recusam a utilizar o termo adequado para representar aquilo porque viola um conjunto verbal e ideológico que ela já tem”, observa. “A ideologia deixa sua inteligência deficiente.”

Leia também: “Os mais recentes ataques da linguagem neutra”, reportagem de Cristyan Costa publicada na Edição 71 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.