-Publicidade-

STF arquiva inquérito contra senador Humberto Costa

Petista era investigado desde 2015 sob suspeita de receber R$ 1 milhão da Odebrecht
Humberto Costa foi acusado pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto da Costa, em delação premiada
Humberto Costa foi acusado pelo ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto da Costa, em delação premiada | Foto: Reprodução/Mídias Sociais

Por 3 votos a 2, a Segunda Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou nesta terça-feira, 23, o arquivamento do inquérito aberto na esteira da Operação Lava Jato para apurar se o senador Humberto Costa (PT-PE) recebeu propinas da Odebrecht em troca do favorecimento da construtora em contratos com a Petrobras para as obras do Complexo Petroquímico de Suape. A acusação foi feita pelo ex-diretor da estatal, Paulo Roberto da Costa, em delação premiada. O colegiado atendeu a recursos apresentados pelas defesas do senador e do empresário Mário Barbosa Beltrão, outro investigado no caso. Os advogados contestaram a decisão do ministro Luiz Edson Fachin, relator dos processos oriundos da Lava Jato no STF, que mandou o inquérito para 13ª Vara Federal de Curitiba a pedido da Procuradoria Geral da República (PGR). O voto de Fachin, contrário aos recursos, foi acompanhado com ressalvas pela ministra Cármen Lúcia. No entanto, os dois foram vencidos pela corrente divergente, aberta pelo ministro Gilmar Mendes ainda em 2019, quando o caso começou a ser julgado, e seguida pelos colegas Ricardo Lewandowski e Nunes Marques.

Leia também: “MP pede a prisão preventiva de ‘hacker’ da Lava Jato”

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês