TSE barra indicação de advogado que é contra o ‘lockdown’

Roberto Charles de Menezes Dias afirmou que o confinamento radical é um "circo"
-Publicidade-
O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso
O presidente do TSE, ministro Luís Roberto Barroso | Foto: Carlos Moura/TSE

O advogado Roberto Charles de Menezes Dias não será indicado ao Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão (TRE). Isso porque a maioria dos integrantes do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu barrá-lo por ser contra o lockdown. Em vídeos postados nas redes sociais, Dias afirmou que o isolamento é um “circo” imposto por autoridades do Estado. Além disso, comparou o governador comunista Flávio Dino (PCdoB) a um “porco”. “Somos todos, para o governador do Estado, massa de manobra. Ou ainda peões que podem ser sacrificados neste jogo para que ele possa alcançar o seu objetivo nefasto de implantar a ideologia que ele defende nesse país”, disse o advogado.

Dias foi indicado para uma das vagas da lista tríplice do TRE do Maranhão. De uma forma geral, a lista é aprovada pelo TSE e encaminhada ao presidente da República, que é obrigado a escolher um dos três nomes — no entanto, devido às falas do advogado, o TSE mandou devolver a lista tríplice, para que o TRE maranhense substitua o candidato por outro. Segundo Dias, o lockdown no Maranhão foi provocado “de forma irresponsável por um conluio formado entre um juiz incompetente e ideologicamente comprometido, pelo Ministério Público, subserviente, e pelo governador, proporcionou um grande êxodo dos habitantes da ilha de são Luís para cidades do interior”.

-Publicidade-

Leia também: “‘Fiquei feliz’, afirma Bolsonaro sobre protestos contra medidas restritivas”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.