‘Vamos aprovar em segundo turno’, diz relator sobre PEC dos Precatórios

Hugo Motta afirma que oposição está constrangida por votar 'contra 17 milhões de famílias' beneficiadas por Auxílio Brasil
-Publicidade-
O deputado Hugo Motta (Republicanos-PB) é o relator da PEC dos Precatórios na Câmara
O deputado Hugo Motta (Republicanos-PB) é o relator da PEC dos Precatórios na Câmara | Foto: Câmara dos Deputados

O relator da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos Precatórios na Câmara, deputado Hugo Motta (Republicanos-PB), demonstrou otimismo em relação ao andamento da matéria no Congresso Nacional. Segundo o parlamentar, o texto deve ser aprovado nesta semana em segundo turno pelo plenário.

“Estamos confiantes de que vamos aprovar nosso relatório em segundo turno e daremos um grande passo para ajudar as famílias do nosso país”, afirmou o deputado em entrevista à CNN Brasil na noite de domingo 7. Na semana passada, o texto-base do projeto foi aprovado em primeira votação por 312 votos a 144 — por se tratar de uma PEC, eram necessários 308 votos para a aprovação.

-Publicidade-

Indagado se a decisão da ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal (STF), de suspender os recursos das chamadas emendas de relator no Orçamento pode interferir na votação em segundo turno, Motta afirmou que “de maneira alguma”.

“Além de relator da matéria, eu sou líder do meu partido na Câmara. Em nenhum momento se tratou de qualquer benefício para deputados que votaram a favor ou contra essa matéria tão importante”, disse o parlamentar. “Essa é uma narrativa da oposição. Eles estão constrangidos de votar contra 17 milhões de famílias que serão beneficiadas pelo novo Auxílio Brasil.”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Srs. Deputados e Senadores de esquerda, vocês sendo contra a PEC dos Precatórios estão apunhalando as costas dos pobres do Brasil, que dizem defender. Não façam política com prato de comida dos necessitados. Isso é vilania e não política, não passem de Políticos de Esquerda, para vagabundos Hipócritas.

  2. É… passou apertado, por 5 votos apenas, não passaria. Com o chilique do Cangaciro, é capaz de não passar essa emenda. Vamos ver como se comportam esses deputados que se dizem socialistas só no nome do partido.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.