-Publicidade-

Zambelli mostra preocupação com a liberdade de expressão de pessoas de direita

"É uma investigação e uma tentativa de calar a direita. Até onde vai? Qual é a verdadeira intenção por trás disso?", questiona a deputada
Deputada Federal Carla Zambelli (PSL-SP) | Foto: MICHEL JESUS/AGÊNCIA CÂMARA
Deputada Federal Carla Zambelli (PSL-SP) | Foto: MICHEL JESUS/AGÊNCIA CÂMARA | Carla Zambelli - covid-9 - internada

“É uma investigação e uma tentativa de calar a direita. Até onde vai? Qual é a verdadeira intenção por trás disso?”, questiona a deputada

Carla Zambelli
Deputada Federal Carla Zambelli (PSL-SP) | Foto: Michel Jesus/Câmara dos Deputados

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) disse nesta sexta-feira, 24, que está muito preocupada com a liberdade de expressão das pessoas que tenham um viés ideológico de direita.

A declaração foi dada depois que o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, determinou ao Twitter a derrubada de contas de aliados do presidente Jair Bolsonaro.

Zambelli afirmou que os atingidos pela decisão usavam as contas para manifestar suas opiniões.

“É uma investigação e uma tentativa de calar a direita. Até onde vai? Qual é a verdadeira intenção por trás disso? Será que, em última análise, nós todos da direita seremos calados até 2022 para que a gente não tenha como colocar gente no Congresso?”, questionou a deputada.

Ela disse que está havendo um ataque generalizado à liberdade de expressão de quem é de direita.

“O que vai ser da direita sem a possibilidade de usarmos as redes sociais para nos expressarmos? Querem nos calar e querem nos afastar da possibilidade de estarmos no poder. Isso é gravíssimo”, pontua Zambelli.

Carla Zambelli afirmou que todos que estão na direita são possíveis alvos.

“A Justiça não pode continuar agindo dessa forma enviesada. Ela deveria ser cega e imparcial, e o duro disso tudo é: “a gente vai recorrer?”, finaliza a parlamentar.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. “A pior DITADURA é a do judiciário, contra ela não temos a quem recorrer”
    Lamentável essa atitude do judiciário e o SENADO não reage e concordando com ela.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.