Luís Roberto Barroso, ministro do STF | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
Luís Roberto Barroso, ministro do STF | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

O profeta supremo

Podemos especular se Barroso é um cínico ou um crente, mas a resposta importa apenas para avaliar o grau de fanatismo dessa postura arrogante

“É preciso não supervalorizar o inimigo, nós somos muitos poderosos. Nós é que somos a democracia. Nós é que somos os poderes do bem. Nós é que ajudamos a empurrar a história na direção certa. O mal existe, é preciso enfrentá-lo, mas o mal não pode mais do que o bem.” Quem disse isso foi o ministro Luís Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal, em evento ao lado da jornalista Natuza Nery. A fala é temerária!

Podemos especular se Barroso é um cínico ou um crente, mas a resposta importa apenas para avaliar o grau de fanatismo dessa postura arrogante. Mesmo as cobras-corais falsas agem como se tivessem veneno, pois do ponto de vista evolutivo é útil esse autoengano. Talvez Barroso tenha começado como um cínico, mas hoje passou a acreditar em suas palavras perigosas. Como não podemos avaliar a psicologia, a real intenção dos outros, tudo o que podemos fazer é julgar seus atos. E aqui o veredicto é preocupante.

Barroso, o mais pavão dos pavões supremos, comporta-se com tal empáfia que podemos apenas sentir calafrios quando lembramos do poder de sua caneta. É, sem dúvida, o ministro mais ativista da Corte, alguém que pretende legislar sem votos, pois imbuído de uma missão redentora. De cima de sua Torre de Marfim, Barroso acha — ou finge achar — que recebeu raios especiais do Deus da Razão, e que está, portanto, numa cruzada moral. Ele mesmo confessa que seu intuito é “empurrar a história”.

Isso, vindo de um militante jacobino, já é assustador o suficiente. Mas vindo de um juiz cuja missão deveria ser a de guardião da Constituição é simplesmente bizarro, inaceitável. Barroso sequer pretende dissimular seu verdadeiro objetivo com a toga: não é avaliar caso a caso a constitucionalidade da questão, e sim alterar a Constituição, por conta própria, não para fazer justiça, mas, sim, apontar para uma suposta “justiça social” que ele imagina adequada.

Em suma, Barroso é um revolucionário de toga, um ativista, um militante. Se ele considera “progresso” o casamento gay, por exemplo, então ele prefere ignorar a Constituição e o processo legislativo para qualquer mudança dela, e simplesmente decretar uma nova lei de sua cabeça. Barroso se vê como um ungido, alguém acima dos reles mortais, uma pessoa “do bem” que precisa iluminar nosso caminho, liderar rumo ao avanço moral.

Tal arrogância prometeica é nefasta em qualquer ser humano. Imagina em alguém que considerava o terrorista assassino Cesare Battisti um inocente, ou o abusador João de Deus uma pessoa com poderes transcendentes! Com tal julgamento falho, Barroso pretende ser o Nosso Guia, não mais um entre outros dez juízes constitucionais. Isso seria humildade demais para um pavão com plumas tão belas, não é mesmo?!

O foco de boa parte da população tem sido o ministro Alexandre de Moraes, com razão. O “xerife”, segundo um próprio colega supremo, tem usado sua caneta de forma arbitrária e abusiva para perseguir bolsonaristas, mandar prender deputado e jornalista sem crimes cometidos, e isso tudo é extremamente nocivo à democracia, conduta típica de tiranias. Mas nem por isso Barroso deve ser ignorado. Ele é um dos mais perigosos ali, justamente por se enxergar nessa cruzada moralista.

O presidente, eleito com quase 58 milhões de votos, é tratado como um inimigo a ser derrotado pelo “iluministro”

Em bate-boca com o ministro Gilmar Mendes em 2018, Barroso disse: “Vossa Excelência devia ouvir a última música do Chico Buarque: a raiva é filha do medo e mãe da covardia. Vossa Excelência fica destilando ódio o tempo inteiro. Não julga, não fala coisas racionais, articuladas, sempre fala coisa contra alguém, está sempre com ódio de alguém, está sempre com raiva de alguém. Use um argumento”. Em se tratando de Gilmar como alvo, podemos quase aplaudir. Mas a fala demonstra essa arrogância do ministro até para com seus pares!

“Me deixa de fora desse seu mau sentimento, você é uma pessoa horrível, uma mistura do mal com atraso e pitadas de psicopatia”, disse Barroso. “Feche seu escritório de advocacia”, rebateu Mendes. Eis o nível do nosso STF! Mas, para o propósito desse texto, o que interessa é a insistência nessa visão messiânica de Barroso, que, de tanto repetir ser alguém que incorpora o Bem, deve ter passado a acreditar nessa baboseira. E, como os cristãos sabem, pessoas realmente boas não partem de uma premissa arrogante dessas, e sim reconhecem o mal dentro delas, a besta sempre à espreita, que precisa ser domesticada em nós.

Todas as pessoas realmente boas que conheci na minha vida nunca disseram, uma única vez, que eram pessoas maravilhosas, fantásticas, “do bem”. Ao contrário: sempre notei nelas a humildade para admitir que tinham muitos defeitos, que eram pecadoras, como somos todos nós. A postura de Barroso nos remete aos jacobinos fanáticos, que criaram o Templo da Razão no lugar da Igreja de Notre-Dame, que fizeram tábula rasa de todas as instituições herdadas pelos antepassados, pois se colocavam como iluminados e incorruptíveis. A consequência prática foi o Terror da guilhotina, um banho de sangue inocente.

Se Barroso pudesse operar uma guilhotina, não restam dúvidas de que o pescoço de Bolsonaro seria o primeiro a rolar. O presidente, eleito com quase 58 milhões de votos, é tratado como um inimigo a ser derrotado pelo “iluministro”, uma pessoa maligna que se tornou oponente de Barroso. Isso não é aceitável numa Suprema Corte. Barroso não recebeu um só voto para tal missão. Não é condizente com seu cargo. E certamente ele não incorpora o Bem e o Progresso, como quer crer ou de fato acredita.

A permanência de alguém como Barroso no STF é uma enorme mancha na reputação de tão importante instituição republicana. Seria muito melhor se Barroso abandonasse a toga e se filiasse ao Psol para seguir em sua luta revolucionária…

Leia também “Política pop”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

49 comentários Ver comentários

  1. Ô pessoal! Só pra tentar entender. Quem é o psolista infiltrado que deu o único “deslike” na reportagem?!
    Será mesmo que esse leitor acha que o Barroso é que tá certo?!!!

  2. Assim como PT, maior partido terrorista que já existiu, tem de ser extinto, os ex presidentes 9-dedos, ET de Varginha e, sim, Temer terão de pedir perdão à nação pela vergonha surreal que montaram através desse circo dos 9 (antes considerado um dos 3 poderes harmônicos) que nosso prezado, destemido e atual presidente tem enfrentado.

  3. Boa tarde. Por que ” Oeste” não envia um esclarecimento geral sobre o problema de termos de ficar repetindo nosso login em cada reportagem? Assim evitaria de responder individualmente, e acabaria logo com isso. Tem me incomodado bastante tb .

  4. Curioso é que nem os colegas da Corte o suportam, salvo o Fachin, mas o corporativismo é tanto e entendo que se encontram tão observados pelo POVO, que sempre estarão unidos contra o governo Bolsonaro e seus seguidores. Constantino lembrou bem desse maluco ofendendo o colega ao vivo no plenário do STF, e poderia falar de outras atitudes como quando enfurecido com a saída do PMDB do governo Dilma, disse a seus alunos na Corte:” Meu Deus do Céu, essa é nossa alternativa de poder”; e não se considerou SUSPEITO para relatar o inquérito dos portos para atingir Temer e lideranças do PMDB, e prorrogar 4 vezes as investigações da PF nesse caso.
    Recentemente como presidente do TSE, usou e abusou da Câmara Federal e conseguiu com os marginais que lá frequentam alterar a decisão praticamente aprovada da PEC do voto impresso.

  5. NADA COMO UM DIA DEPOIS DO OUTRO!
    O PASSO ERRADO DESSES SOBERBOS SERÁ A CHAVE DA MUDANÇA DE RUMO!!!
    O BRASIL TÁ DE OLHO NESSES FUNCIONÁRIOS ATIVISTAS SUPREMOS…….
    O PASSO ERRADO JUSTIFICARÁ A REAÇÃO!!! O POVO NÃO É CEGO!!!

  6. Um aspecto óbvio, mas não claramente abordado, é o fato de que juízes ativistas, partidários de um lado das polêmicas, poderão julgar ações judiciais, as quais previamente já julgaram sem análise técnica alguma, a não ser usando suas próprias ideologias. Não há portanto Justiça.

  7. Excelente apreciação sobre Luis Roberto Barroso e apenas para complementar eu queria lembrar da frase de Barroso na Câmara dos Deputados. “Eleição não se ganha, se toma”.

  8. Quando ouço o iluministro Barroso falando lembro-me da cena final do filme O Advogado do Diabo onde Al Paccino, interpretando magistralmente o demônio, diz: “A vaidade é, definitivamente, meu pecado favorito!”

  9. Em 1964 eu tinha 8 anos de idade. Vivi, portanto, toda a minha segunda infância, adolescência, adulto jovem, sob a”ditadura militar”. Foi um regime de exceção? Foi. Lutei pela LIBERDADE (não pela luta armada nem pela implantação do comunismo). Nem por isso fui preso sob condições ILEGAIS, como ocorre hoje. Em 1985, já era formado em curso superior há 7 anos, ocorreu a eleição daquele que não foi (Tancredo), e tive que engolir o Sir Ney. Com o Collor, já era empresário, sofri com o confisco, e sobrevivo até hoje como empreendedor. Meu depoimento: NUNCA VI, nos meus 66 anos de vida, NADA PARECIDO COM O QUE A DITADURA DE TOGA ESTÁ FAZENDO NO PAÍS. Eles perderam a noção total do que o povo enxerga, acham que somos um bando de cordeiros e que vão arrebentar a corda e nada vai acontecer. Ledo engano. O que é TRISTE é que a inteligência nacional jovem, geração de 20 a 30, em sua grande maioria, já está fora do país, seja trabalhando, seja estudando, e não pretende voltar. A terceira idade empreendedora, à qual pertenço, também está se movimentando para pular fora, caso a FRAUDE ELEITORAL SE CONSOLIDE. O futuro do nosso país é negro, caso a FRAUDE PREVALEÇA. Infelizmente (por conta dos netos), ou felizmente (por ter condições), não morrerei aqui no país subjugado por esta corja. Prefiro pagar duas vezes o tributo fora daqui do que pagar menos, e ver o dinheiro dos impostos que pago ser utilizado para devolver o dinheiro roubado pelo PT, e, pior, indenizar ladrões como foi a condenação do Deltan.

  10. Temos convivido com criaturas deste naipe, realmente insuportável a arrogância desta criatura, deveria zelar pela constituição e não avilta-la. Contando os minutos para sua saida da corte

  11. Brilhante coluna, Consta! Barroso é uma tranqueira lulista que irá para a lata de lixo da História, assim que se aposentar do Supremo Tribunal Federal.

  12. Não é bizarro, é assustador mesmo. Em condições normais, qualquer juiz que manifestasse sua aversão a alguém que é parte num processo jamais poderia julgar tal processo. E isso também é assustador.
    Barroso ainda consegue disfarçar seu ódio com seu iluminismo afetado. Outros, menos sofisticados, inventam crimes que não existem e mandam prender.
    Quando é que os poderosos responderão pelas ilegalidades que cometem?

  13. O ministro Barroso nunca vai deixar o seu cargo, pois ele se acha acima do bem e do mal. Atualmente, os ministros do STF são os tiranos de nosso país. Eles fazem bem o que querem e aqueles que deveriam fiscalizar sua conduta, têm medo deles. Daqui a pouco, teremos mais Barroso, mais Alexandre de Moraes, Fachi nas várias instâncias de nossa justiça.

  14. Arrogância máxima. Ao contrário do que afirma o Barroso, não há dono da verdade.
    Mateus 23.12- NT
    “E o que a si mesmo se exalta será humilhado; e o que a si mesmo se humilha será exaltado”

  15. Estava tomando o café da manhã nesse domingo de Páscoa ouvindo a gravação de sua live no YouTube, quando você passou a Anitta contando como ela defeca em qualquer lugar e formas. Achei interessante que em 60 minutos ela falou 90 vezes a palavra c@g@r. Cheguei a conclusão que o c* dela é o c* mais usado do mundo. O c* dela já pode ser colocado no Guiness.

  16. Pelo amor de Deus, qual o remédio mais eficaz para essa situação? Talvez o que foi feito no Peru, onde os militares depuseram os ministros da Corte, sob os aplausos do povo.

    1. ADVERTÊNCIA
      ( Pense bem. Seu voto tem poder. Valorize-o)

      Tem político que te rouba um dia
      e mesmo assim é bom;
      Há outros que te roubam o ano inteiro
      e ainda assim não são tão ruins;
      Já, aqueles que te roubam por muito tempo,
      durante e até após os seus mandatos
      e desse modo, ainda existe quem os tolere e defenda
      com insuspeita conivência, ignorância e fanatismo.
      Mas, cuidado com aquele que,
      a despeito de tudo isso,
      quer o poder ilimitado,
      é simpático ao comunismo,
      amigo de narcotraficantes e guerrilheiros,
      contrário à propriedade privada,
      financiador de ditaduras, com o nosso dinheiro,
      anticristo, e a favor do aborto;
      contra a liberdade de expressão,
      e favorável à censura da mídia,
      das redes sociais e das religiões;
      ex-presidiário com processos na justiça,
      defensor de bandidos e criminosos,
      adepto à liberação das drogas,
      homo fóbico petulante, desonesto
      e mentiroso compulsivo.
      Declara-se, também, ter ódio à classe média,
      a quem restringiria a limites mais estreitos o seu conforto.
      E, de tão trágico e infeliz, deu boas vindas à covid,
      mesmo sendo a doença uma grande ameaça à humanidade.
      Deste, livra-te logo,
      enquanto é tempo,
      pois tem na alma
      o gosto pelo mal feito,
      cinismo e corrupção.

      /GMC
      26/06/2022

  17. Um homem que declara, por mais de uma vez, que está “empurrando a História no sentido certo” revela uma prepotência elevada ao quadrado: primeiro, nenhum ser humano tem o poder de “empurrar a História. Ela simplesmente se faz. Segundo, quem define o “lado certo” para o qual ela deveria, supostamente, ser empurrada? Barroso?
    Extrema arrogância e prepotência para quem deveria primar pelo equilíbrio e sobriedade de conduta. Ainda mais um juiz que já deu duas mostras lapidares de erro de julgamento (Battisti e João de Deus), como relembrou Constantino. Como o magistrado gosta de citar Caetano, sabemos que “de perto ninguém é normal”. Mas esse juiz dispensa lentes de aproximação. Vê-se, de longe, que tem um grave distúrbio da personalidade.

  18. O parágrafo abaixo, retirado do texto de Constantino, sintetiza o que é a figura de Barroso e sua nefasta participação na Suprema Corte:

    =>”Isso, vindo de um militante jacobino, já é assustador o suficiente. Mas vindo de um juiz cuja missão deveria ser a de guardião da Constituição é simplesmente bizarro, inaceitável. Barroso sequer pretende dissimular seu verdadeiro objetivo com a toga: não é avaliar caso a caso a constitucionalidade da questão, e sim alterar a Constituição, por conta própria, não para fazer justiça, mas, sim, apontar para uma suposta “justiça social” que ele imagina adequada.”<=.

    Sabemos como essa circunstância chegou a esse ponto, sendo que Barroso não é o único criminoso com assento no STF, outros tantos se juntam a ele na saga cruel de tornar o país europeizado, sob o domínio da ONU, da Nova Ordem Mundial; i.e., sob o domínio dos corruptos e metacapilistas.

    Nosso problema já não é mais a identificação da doença e as causas desse câncer social que acometeu o Brasil, mas de como debelá-lo de vez da sociedade brasileira e impedir que se forme de novo!

  19. Aprendi que os grandes lideres usam a humildade conduzir pessoas.
    Aprendi que a arrogância é odiada e indesejada pelas pessoas.
    Arrogância e prepotência é utilizada por aqueles que precisam de se auto afirmar, pois são inseguros.

    1. É triste constatarmos tantos absurdos vindos de um juiz ministro do STF – desse e da maioria de sua atual composição – e também termos a certeza de que nada será feito pra corrigi-los, mormente a fraqueza e a covardia de quem tem a possibilidade de pelo menos discutir essa possibilidade.

  20. Dia 21.04 demonstramos nas ruas que nossas LIBERDADES são inegociaveis, e portanto não precisam de tiranos.
    A nossa Bandeira nunca será vermelha!!!

  21. É muito bom contar com a apreciação do Rodrigo Constantino, sobre essa invasão dos ministros do STF sobre os outros poderes, numa imperdoável afronta ao povo brasileiro e à nossa Constituição.

  22. Herodes, Nero, Robespierre, Hitler, Mao e muitos outros lunáticos poderosos “empurraram a história” na direção que achavam correta, para o bem do seu povo. Ao povo era apresentada uma imagem de serem os líderes “do bem”. Não foram parados a tempo e o indefectível banho de sangue se seguiu às suas “intenções puras”. Fica o alerta!

  23. Não vão vacilar ou declinar da missão de dar rumo ao retorno da esquerda.
    As palavras do ativista Barroso não deixam qualquer dúvida…….
    As atitudes porra-loucas de Moraes são uma certeza!
    Veremos quanta responsabilidade tem esses juízes soberbos.
    O povo não os teme!!!!

  24. No português coloquial, Constantino, esse indivíduo sofre de um transtorno mental irrefreável e incurável, a SINDROME DO “TÔ ME ACHANDO!” O semblante é de uma arrogância pérfida e de um ódio abissal por tudo que seja bom, normal, tranquilo, conservador… Seus cantos da boca, virados forçosamente para baixo, mostram a raiva de viver em um mundo em que as pessoas aplaudem a simplicidade da vida…

  25. Enquanto não puxarem a corda, ele vai aumentando a distância, e até outubro ele e outros ministros vão acabar com o capitão Bolsonaro.

  26. Se Barroso largasse a toga e se filiasse ao Psol, seria um Sérgio Moro da vida. Como juíz tem o “mando”, sem ele, são apenas e tão somente idiotas de ocasião…

  27. Seria bom que fosse preso e condenado pelo crime previsto na Constituição, o qual proíbe Ministros do STF comportarem-se como políticos. É o que de pior existe no judiciário brasileiro, mas uma criatura indicada por Dilma não poderia se esperar algo de bom.

  28. Se o Barroso afirmou que seu intuito é “empurrar a história” também deveria assumir que a direção que ele quer empurrar é para o abismo.

  29. Todas as atitudes e falas do Iluministro lembra as mentes psicopatas . Não tem capacidade de auto crítica e se acham acima de tudo no pântano da mediocridade

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.