Pular para o conteúdo
publicidade
Em Brasília, manifestantes contra o governo FH pedem a saída do presidente | Foto: Roberto Stuckert Filho/26-08-1999
Edição 140

Fora, Lula!

O PT sonha com a união de todos os brasileiros em torno do ex-presidiário que dividiu o Brasil

Augusto Nunes
-

Fruto do acasalamento de dirigentes sindicais que achavam leitura pior que exercício em esteira, intelectuais que só viam pobres de perto nas fotos de Sebastião Salgado e veteranos da luta armada que caíram fora do país antes que aprendessem a diferença entre coronha e gatilho, o Partido dos Trabalhadores nasceu em 1980 caprichando na pose de detentor do monopólio da virtude. A chegada ao governo federal em 2002 apressou o fim da farsa. E o Brasil decente não demorou a espantar-se com a multidão de messalinas aglomeradas no templo das vestais que o PT fingira existir por mais de 20 anos.

Fora do partido ninguém prestava, recitaram as virgens de bordel durante 20 anos. Em 1985, por exemplo, Lula ordenou à bancada no PT que se abstivesse de votar no Colégio Eleitoral formado para escolher o primeiro presidente civil desde 1964. Para o chefe, não havia diferenças entre Paulo Maluf — ele mesmo — e Tancredo Neves. Três deputados federais entenderam que Tancredo era infinitamente melhor. Foram expulsos do partido.

Impedido pela morte de assumir o cargo, o titular foi substituído pelo vice José Sarney. “Fora, Sarney!”, gritaria a companheirada nos cinco anos seguintes. (“Sarney é o maior ladrão do Brasil”, afirmou Lula em 1988, num comício em Vitória. Hoje os dois casos de polícia são amigos.) No mesmo ano, o então deputado Lula, líder do PT na Assembleia Constituinte, determinou que a bancada assinasse o texto com uma ressalva: todos rejeitavam “uma Constituição que ignora os direitos da classe trabalhadora”.

Os presidentes brasileiros Itamar Franco, Luiz Inácio Lula da Silva, Fernando Henrique Cardoso e José Sarney, durante o funeral do papa João Paulo II, no Vaticano, em 2005 | Foto: Agência Brasil

Na eleição presidencial de 1989, um Lula derrotado no primeiro turno vencido por Fernando Collor negou-se a pedir apoio aos demais perdedores. Sempre avessos a demonstrações de altivez, líderes do PSDB foram por conta própria a um comício do PT nas imediações do Estádio do Pacaembu. Vaiados na chegada, figuras como Fernando Henrique Cardoso e Mário Covas se enfurnaram por duas horas no fundo do palanque. Nenhum deles foi convidado a discursar. Se algum topasse, não escaparia da tempestade de apupos.

Até 1992, quando o inimigo foi afastado da Presidência, a companheirada berrou “Fora, Collor!”. Consumado o impeachment, os bucaneiros incansáveis colocaram na alça de mira o vice que acabara de assumir. Disposto a cauterizar ao menos algumas feridas abertas pela polarização feroz, Itamar Franco convenceu a petista Luiza Erundina a aceitar uma vaga no ministério. Erundina foi suspensa pelo PT. E os gritos de “Fora, Itamar!” só cessaram quando o substituto de Collor repassou o gabinete no Palácio do Planalto.

Estudantes saíram às ruas com caras pintadas de verde e amarelo, pedindo “Fora, Collor”, no ano de 1992 | Foto: Reprodução

“Fora, Fernando Henrique!”, atualizou-se o coro dos descontentes profissionais depois da derrota de Lula no primeiro turno da eleição de 1994. Ignorante em economia, o chefão não consultou ninguém do ramo para qualificar de embuste o conjunto de medidas que domaria a inflação selvagem. Político presunçoso, Lula sempre acreditou ser um intuitivo genial. Continuou desdenhando do plano econômico mesmo quando plateias eufóricas já brandiam cédulas do novo dinheiro nos comícios do adversário. Lula não acordou nem mesmo quando Fernando Henrique Cardoso se tornou tão popular que virou sigla: FHC.

Entre 1994 e 1998, os deputados federais do PT tentaram sepultar todos os projetos, propostas e ideias que tivessem o endosso do presidente da República. Isso mesmo: TODOS. A bancada do partido na Câmara votou contra — para ficar em três assombros — o Plano Real, a Lei de Responsabilidade Fiscal e a privatização de mastodontes que sangravam com perversidade os cofres da nação. Em outubro de 1998, Fernando Henrique reelegeu-se de novo no primeiro turno. O segundo mandato mal começara quando, em janeiro de 1999, a direção do PT resumiu em duas palavras, uma vírgula e um ponto de exclamação o programa eleitoral do partido para os quatro anos seguintes: “Fora, FHC!”.

A face escura começou a exibir suas dimensões siderais antes mesmo do triunfo de Lula em 2002: o PL recebeu do PT R$ 4 milhões em troca da cessão do candidato a vice, José Alencar, e da promessa de apoio parlamentar. A expansão da “base governista no Congresso” custaria uma bolada multimilionária e se transformaria no primeiro grande escândalo da Era PT. Julgado em 2012 pelo Supremo Tribunal Federal, o mensalão mostrou o rosto do partido reduzido a bando. Ao longo de 13 anos, a roubalheira seria institucionalizada por gente que jurava só pensar na pobreza. Pensava tanto que tratou de enriquecer primeiro, e muito.

Como o janismo, o getulismo, o ademarismo, o brizolismo, o lulismo morrerá com a morte física do único deus da seita

Só poderia dar no que deu: o Petrolão. A roubalheira banalizada pelos governos de Lula e Dilma fez do Brasil o berço do maior esquema de corrupção desde o Dia da Criação. E transformou a Lava Jato na maior e mais bem-sucedida operação anticorrupção de todos os tempos. O povo espantou-se com a novidade: a lei agora valia para todos, e sobravam celas à espera de bandidos da primeira classe. Antes que Lula fosse para a cadeia, o impeachment mandou Dilma para casa.

São Paulo – Manifestação na Avenida Paulista, região central da capital, contra a corrupção e pela saída da presidente Dilma Rousseff | Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Nem assim faltaram gargantas para o “Fora, Temer!” Em 1º de janeiro de 2019, começou o “Fora, Bolsonaro!”, com o patrocínio do consórcio de imprensa, das lojinhas de porcentagens, das bestas quadradas de distintos setores, de banqueiros sensíveis e, sobretudo, dos ministros do Supremo Tribunal Federal. É a conspiração dos democratas que odeiam a liberdade.

Como o janismo, o getulismo, o ademarismo, o brizolismo, o lulismo morrerá com a morte física do único deus da seita. Como em todas as ramificações do populismo, o chefe não tem programa administrativo, ideário político, opção ideológica — nada disso. E por isso mesmo não tem herdeiros. Sem Lula, o PT logo será apenas uma má lembrança. Em contrapartida, o partido liberal-conservador que vai tomando forma tem o que falta aos devotos de um ex-presidiário. As urnas identificaram vários líderes da direita democrática qualificados para garantir a sobrevivência das ideias libertárias defendidas por milhões de eleitores de Bolsonaro.

Apesar de tais e tantas evidências, seguem zanzando por aí sabujos de Lula que reincidem na exigência desvairada: o país deve engolir sem engasgos um demagogo que mistura vulgaridade, insolência, estupidez e presunção, fora o resto. Que esperem sentados esses surdos à voz das ruas. As palavras de ordem já enunciadas pela multidão serão condensadas em quatro vogais e quatro consoantes: “Fora, Lula!”

Leia também “Os manés estragaram a suprema boca-livre”

55 comentários
  1. TÂNIA LINO FIUSA
    TÂNIA LINO FIUSA

    O PT ainda não percebeu que 50% dos eleitores não votaram nele , quem vê esse
    discursinho deles acha que ganharam com 80% dos votos … Ô praga !!!

  2. Arlete Cunskis Rodrigues Paschoal
    Arlete Cunskis Rodrigues Paschoal

    Ganhou mas, tudo faz crer que não vai levar
    Ladrão e corrupto talvez até sente na cadeira, mas não vai dar tempo de esquentar o assento, seu traseiro está pronto para levar o maior chute da sua vida
    Quem calçar a chuteira será o mais novo herói brasileiro

  3. Manfred Trennepohl
    Manfred Trennepohl

    PARABÉNS, AUGUSTO NUNES. ESSE ARTIGO NOS MOSTRA COMO É A POLÍTICA DO PT E SEUS AMIGUINHOS. Resumindo o que foi, e o que almejam esses marginais, desde que Sarney assumiu em 1986 até 31/12/2018, todos os envolvidos, criticavam uns aos outros, chamavam-se de ladrões, corruptos e outros elogios, pediam a cassação dos adversários, que naquela hora estavam no poder, em duas ocasiões isso aconteceu, a maioria deles se envolveu em maracutaias de todos os tipos, responderam ou ainda respondem em ações na justiça, mas graças a esta, continuam/continuavam no poder, sendo alguns presos mas, graças a boa vontade de juízes e magistrados corruptos, foram descondenados/libertados, agora estão se abraçando para voltar ao poder. essa é a democracia defendida por Alexandre de Moraes, Gilmar Mendes, Barroso, FHC, Sarney, Alkmin e outros.

  4. Fernando B. Monte-Serrat
    Fernando B. Monte-Serrat

    Ainda alimento a esperança de que esse apedeuta não suba a rampa.

  5. Ivonete de Souza Rabello
    Ivonete de Souza Rabello

    Mais uma vez Augusto Nunes da uma aula de história e política! Obrigada!

  6. Júlio Rodrigues Neto
    Júlio Rodrigues Neto

    Muita higenuidade achar que o brasileiro irá trocar a sua Liberdade por uma picanha com cerveja.

    1. Júlio Rodrigues Neto
      Júlio Rodrigues Neto

      Corrigindo : IGENUIDADE

  7. Gilson Herz
    Gilson Herz

    Parabéns mestre Augusto Nunes. São jornalistas como você e os demais da Revista Oeste que ainda nos dão esperança de um Brasil melhor.

  8. Jarlan Barroso Botelho
    Jarlan Barroso Botelho

    Mais um excelente texto do mestre Augusto Nunes que radiografa a cena política nacional com maestria. De fato, o PT na oposição só sabe ser contra a tudo que seja bom para o País. No poder, só sabe roubar.

    1. Victor Ortiz
      Victor Ortiz

      Parabéns a revista que abraçou tantos heróis que sabem o que escrevem. Vamos ver até quando.espero que seja por longa data. Abraço do Victor.

  9. davidson brown
    davidson brown

    Mestre Augusto sempre sensacional.
    👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏

  10. JULIETE
    JULIETE

    Fora Lula!

  11. DANÍRIA NATÁLIA SOUZA DA
    DANÍRIA NATÁLIA SOUZA DA

    Hoje enviei, pela primeira vez,ecomo assinantes, um comentário. Na verdade, tentei enviar, pois logo veio a mensagem: “comentário repetido. Parece que vc já fez este comentário.” Repito: foi a PRIMEIRA VEZ que entrei na,área,do assinante para emitir um comentário. Estou pensando seriamente em deixar de assinar, pois me parece que a febre de Alexandre de Moraes atacou vcs.

  12. Mauro Faldini
    Mauro Faldini

    O PT/Lula e caterva não se deram conta que a “Revolta dos Manés” está avançando

  13. MB
    MB

    Perfeito.👏👏👏👏👏👏👏 A rejeição ao PT e a Lula surgiu com partido liberal conservador com uma centena de Deputados empossados por milhões de brasileiros.

  14. Jorge Apolonio Martins
    Jorge Apolonio Martins

    Fora, LULADRÃO!

  15. Benjamin Gonzalez Martin
    Benjamin Gonzalez Martin

    Só tenho nojo dessa gente.

    1. Marcus Borelli
      Marcus Borelli

      Fora lulahh.

  16. Rodrigo Faust
    Rodrigo Faust

    Perfeito. Nem precisamos esperar pelo dia 1o de janeiro para gritar Fora Lula. Lula já começou seu desastroso mandato, ao voar para o Egito em jato emprestado por amigo, ao fazer desabar o mercado com suas declarações ignorantes e ao propor o fim do teto de gastos. Fora Lula! Renuncie, pelo bem do Brasil.

    1. DANÍRIA NATÁLIA SOUZA DA
      DANÍRIA NATÁLIA SOUZA DA

      Este texto diz muito do que vivenciamos. Agora é hora de nos fazermos ouvir. Não posso acreditar que rezemos um ladrão, corrupto como presidente, exque as Forças Armadas baterão continência para um canalha. É hora de agir. Lula nunca mais.

  17. Cecília Maria Carvalho Felix Souza
    Cecília Maria Carvalho Felix Souza

    Feliz por ter escrito na revista Oeste

  18. Cecília Maria Carvalho Felix Souza
    Cecília Maria Carvalho Felix Souza

    Feliz por ser assinante.

  19. Fernando Ulhôa Levy
    Fernando Ulhôa Levy

    Muito bom Augusto. Fora Lula é muito bom, mas prematuro, não acredito que ele entre, carregando tanta imundice na bagagem. Não dá para admitir essa hipótese. A Sociedade acordou e não há como admitir uma eleição fraudulenta, um candidato ladrão e um TSE podre. Não há acerto. A ruptura já aconteceu. Agora é hora de quem pode dizer chega.

  20. João José Aigusto Mendes
    João José Aigusto Mendes

    Quem não se lembra a história está fadado a revive-la, a partir da eleição de Bolsonaro iniciamos uma escalada igual a de 64, e ninguém percebeu, até que o ladrão foi eleito pela sua quadrilha. O discurso do Jango na Central do Brasil foi substituído pelo ativismos do stf, a derrocada da constituição começou com o impeachment da Dilma, e continuou quando Bolsonaro aceitou a imposição do stf em não nomear o diretor da PF e, terminou com a eleição do ladrão. E ninguém viu.

  21. Claudio Bernardo Pedrosa de Freitas
    Claudio Bernardo Pedrosa de Freitas

    Vejo certo sentido na proibição que a Câmara aprovou relativa a acréscimos na Bíblia. Em vista do sucesso daqueles que organizaram luta armada contra os militares brasileiros e que agora os imobilizam totalmente a partir de algumas centenas de guerreiros do povo brasileiro isso seja considerado evento libertador de fundo religioso. De fato, precisou de muita fé, inspirada nos profetas tais que Boff e outros mais graduados. Mas como tudo deu certo, como estamos constatando, creio que a Câmara tema que esta façanha possa ser incluída, pelo próprio Boff, se sucessor de Francisco, nos textos sagrados.

  22. Danilo Amaral
    Danilo Amaral

    Bastava repetir este artigo ao longo da campanha para sairmos vitoriosos.

    1. Claudio Bernardo Pedrosa de Freitas
      Claudio Bernardo Pedrosa de Freitas

      Que nada, era só mexer um pouco nos algorítimos e tudo se ajustaria.

  23. JOSE FERNANDO CHAIM
    JOSE FERNANDO CHAIM

    FORA LULA!!!!!!!

  24. Maria de Nazaré Marques
    Maria de Nazaré Marques

    👏👏👏👏👏
    Gostaria de saber porque não são aceitos comentários repetidos na Oeste??? Se quero dizer “perfeito, maravilhoso, parabéns pelo texto“ mil vezes acho que ninguém deve impedir!!! Será que o espírito de Alexandre de Moraes está agindo na Oeste também?

  25. Maria de Nazaré Marques
    Maria de Nazaré Marques

    Obrigada pelo texto perfeito.

  26. Maria de Nazaré Marques
    Maria de Nazaré Marques

    Estupendo!!!!

  27. Maria de Nazaré Marques
    Maria de Nazaré Marques

    Maravilhoso!!!👏👏👏👏 quero dizer de novo!!! P

  28. Maria de Nazaré Marques
    Maria de Nazaré Marques

    Perfeito!!!👏👏👏👏 quero dizer de novo!!! Perfeito.

  29. Maria de Nazaré Marques
    Maria de Nazaré Marques

    Perfeito!!!👏👏👏👏

  30. Erasmo Silvestre da Silva
    Erasmo Silvestre da Silva

    Eleições Fraudadas TSE e STF agindo bizarramente, uma política surreal, a América Latina dominada pelo comunismo através do Foro de São Paulo, os bandidos esquerdistas depois de saquearem o país em 47 anos querem tomar o Brasil na mão grande. O presidente Bolsonaro e o Exército brasileiro não permitirão essa desgraça

  31. Yara
    Yara

    Anda não consigo acreditar que o ladrão voltará ao local do crime… é tudo muito triste. E o pior não é ter perdido as eleições, é as eleições terem sido fraudadas, e com isso, a impossibilidade de termos eleições limpas no futuro. Fim da democracia.

    1. Jonas Ferreira do Nascimento
      Jonas Ferreira do Nascimento

      Calma, Yara, ainda acredito que algo ocorrerá e o bandido não triunfará!

  32. Aeduardo
    Aeduardo

    Grande Augusto Nunes!
    Artigo como sempre gostoso na leitura, porém logo de início merece reparo sério na definição quanto à capacidade intelectual do outrora torneiro…
    Veja aí:
    “Político presunçoso, acreditou na conversa fiada dos áulicos: um intuitivo genial era mais sabido que gente com doutorado em jogadas eleitorais capazes de virar qualquer jogo.”
    Discordo frontalmente, caro mestre! Sua memória o trai em um escorregão impossível
    de ser esquecido… Houve uma luta desabrida e medonha no passado recente entre as
    duas maiores vaidades de então, no sentido de quem colecionava mais capelos como a ornamentação de ‘doutores honoris causa’ em universidades mundo afora!
    Até hoje não consegui decifrar o enigma de quem é o vencedor… FHC ou Luzinácio?
    Grande abraço.

  33. Anselmo Assis Da Silva
    Anselmo Assis Da Silva

    Mestre Augusto Nunes, parabéns pelo excelente comentário. Li seu texto, relembrei algumas coisas do passado e fez-me pensar o quanto eu estou votando sempre certo nos meus candidatos. Sempre serei da direita, enquanto eu existir! Brasil acima te tudo, e Deus acima de todos! Precisamos de um país livre!!!

  34. Luzia Helena Lacetda Nunes Da Silva
    Luzia Helena Lacetda Nunes Da Silva

    FORA LULA

    1. Cândido Gregório Sarmet Moreira Damas dos
      Cândido Gregório Sarmet Moreira Damas dos

      Parabéns pelo artigo.
      Resumo perfeito da “obra” do molusco e com final apoteótico: Fora lula.

  35. Marcelo Gurgel
    Marcelo Gurgel

    Fora Lula

  36. maisvalia
    maisvalia

    O site está horrível hj. Melhorem isso urgentemente!

  37. Carlos Alberto Brito Santos
    Carlos Alberto Brito Santos

    Brilhante raciocínio
    Parabéns

  38. Tania Maria Marinho Gomide
    Tania Maria Marinho Gomide

    Não se trata de fora LULA.
    A questão é LULA LADRÃO SEU LUGAR É NA PRISÃO.

    A corda não está esticando. Ela está enforcando e amarrando os políticos, jornalistas e o povo.

    O povo está indo além de suas forças contra o golias togado e o congresso corrompido.

    Penso que depois da posse do meliante estaremos completamente prisioneiros da quadrilha que escancaradamente planeja o assalto ao Brasil.

    Aí, o retorno será quase impossível.

  39. João José Leal
    João José Leal

    Excelente artigo, que descreve com perfeição a história do negacionismo petista. Realmente, enquanto oposição, os petistas só se preocuparam em gritar pelo afastamento dos governantes eleitos e, de forma irresponsável, na base do quanto pior melhor, rejeitar todas as propostas de mudança política e econômica.

  40. Djalma Christiano Gomes Filho
    Djalma Christiano Gomes Filho

    Parabéns e obrigado pelo artigo, Mestre Augusto Nunes.
    Ser petista, é ser uma fraude!
    Não é uma questão de pensamento político.
    É uma questão de caráter; ética; e honra.

  41. Elza Silva
    Elza Silva

    Parabéns pelo excelente texto.

  42. Paulo Sérgio Magalhães Machado
    Paulo Sérgio Magalhães Machado

    Mornas esperanças/Vagas lembranças/De uma felicidade/ De um dia sonhado/Quem não viu?/Quem não chegou a pensar?/Quem não sentiu no peito a emoção?/Eu não sei/ Eu não sei o que houve, o céu azul/ Eu não sei o que houve, o mar azul/Tudo igual/Como se nada tivesse acontecido/ Como se nada tivesse acontecido. Um dia, bem lá no passado, essa pequena poesia acabou virando uma canção. Eu nem sabia, mas foi, na época, considerada de protesto, como se costumava dizer.

  43. Dr. Ferreira
    Dr. Ferreira

    As virgens do bordel estão assanhadas pelo orçamento dos seus clientes, prontas a sugarem até o último centavo possível, já sabendo que o bordel logo fechará as portas, mantidas abertas (as portas) pelo juiz da cidade, cliente vip nas sessões de BSDM, onde sempre foi dominado e a quem serve obediente, mesmo que custe sua carreira e liberdade controlada.

  44. Osmar Martins Silvestre
    Osmar Martins Silvestre

    Mas “o cara” está de volta, não para governar, ou até mesmo, não para roubar. Está de volta para ser o testa de ferro de um esquema extremamente perverso, que jamais sairá do poder. Veja Cuba, Venezuela… Com a conivência criminosa das FFAA, esse ideário falido ficará no poder por décadas, eles não vão largar o osso jamais. O Povo será escravizado pelas escolhas que fez. Pobre Brasil, nem Deus vai dar um jeito nisso.

  45. FABIO LUIS ZAGATTO TIBURCIO
    FABIO LUIS ZAGATTO TIBURCIO

    Para o Brasil, esse seria o melhor impeachment de todos.

  46. Ernani Cezar Werner
    Ernani Cezar Werner

    Belo texto! Parabéns!

  47. Paulo Miranda
    Paulo Miranda

    Mestre Augusto Nunes, brilhante artigo!!! Penso da mesma forma: o dia em que chegar a hora do Pinóquio de São Bernardo fechar definitivamente os olhos e for “repousar” sete palmos abaixo da terra, irei comemorar bastante!!! Soltarei fogos de artifício e rojões!

  48. Manoel Ribeiro Soares Neto
    Manoel Ribeiro Soares Neto

    Parabéns Grande Jornalista, lhe admiro demais, pela sua coragem!

Anterior:
Augusto Batalha, locutor: ‘Minha mulher deu chineladas no monstro do parque’
Próximo:
Carta ao Leitor — Edição 217
Newsletter

Seja o primeiro a saber sobre notícias, acontecimentos e eventos semanais no seu e-mail.