-Publicidade-

Os lobistas do Vacinão

O Ministério Público do Trabalho existe para defender os direitos do trabalhador. E está agindo para coagir o trabalhador

O Ministério Público do Trabalho recomendou às empresas que demitam por justa causa funcionário que não quiser tomar vacina contra a covid-19. Você sabe que coisas estranhas andam acontecendo. O mais estranho, nesse caso, é ninguém ter chamado a polícia.

O Ministério Público do Trabalho é uma instituição que existe para defender os direitos do trabalhador. É bem verdade que, em certa medida, virou uma usina demagógica para estimular conflitos e produzir demandas antipatronais. Só que agora você está vendo o contrário: a instituição que existe para defender os direitos do trabalhador está agindo para coagir o trabalhador. Em favor de quem? Vamos examinar.

Para início de conversa: empregador que tentar obrigar empregado a se vacinar tem de responder na Justiça. A não ser que isso aqui tenha virado uma ditadura dos vendedores de vacina. Onde está a demonstração científica da necessidade de vacinação de todos contra a covid?

Não existe. Pode procurar nas manchetes das fake news de grife, no armário dos empáticos de auditório, nos salões da quarentena vip, no receituário dos cientistas de zoom, na cantilena dos charlatões de toga, nos panfletos do Butantan, da Fiocruz e da OMS, na Anvisa, nos consultórios de marketing (ops, nos consultórios médicos), no BBB e nos demais centros de referência científica que você conheça. Achou? Não, não achou.

A taxa média de letalidade da covid-19, segundo cálculos do epidemiologista John Ioannidis, da Universidade de Stanford, é de 0,27%. É um dado preliminar, mas que não apresenta tendência de crescimento após um ano de pandemia. A taxa de letalidade abaixo dos 70 anos de idade, pelos mesmos cálculos, varia de acordo com as regiões estudadas, mas fica em média abaixo de 0,1% — faixa similar à da gripe sazonal. Onde está o fundamento científico para obrigar funcionários, ou seja, indivíduos em idade produtiva (na imensa maioria certamente abaixo dos 70 anos), a se vacinar contra a covid?

Não está em lugar nenhum. Não existe esse fundamento. Acrescentando-se que os que não estão nos grupos de risco letal em geral também não desenvolverão sintomas graves, muito menos irreversíveis. Posto isto, resta outra pergunta crucial: qual o status atual das garantias de imunização disponíveis?

Resposta: status duvidoso. No mínimo. As duas vacinas em aplicação no Brasil foram autorizadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária em caráter emergencial — sendo que parte importante do grupo em situação de emergência, os idosos, não tem estudo suficiente quanto à segurança e à eficácia de nenhuma das duas vacinas, conforme laudo da própria Anvisa. E ainda aparece o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros, ameaçando “enquadrar” a Anvisa para acelerar — repetindo: acelerar! — o processo de autorização de vacinas. Estudar para quê? Aprova logo e estuda depois. Contando ninguém acredita.

O STF entende o que quiser de uma lei, dependendo da direção do vento

Para quem ainda não entendeu: o Brasil está aplicando vacinas experimentais, sendo que uma delas tem cerca de 50% de eficácia. Esse dado ensejaria uma pergunta simples às autoridades do Ministério Público do Trabalho: o funcionário vacinado que comparecer ao local de trabalho com 50% de chances de estar protegido da doença estará protegendo quem de quê? Vacina e fica em casa, para não arriscar? Isso é segurança sanitária ou lotérica?

O Supremo Tribunal Federal entendeu que a Lei Mandetta — aquela que deu poderes aos governadores para descer o sarrafo na população — permite a adoção de medida compulsória de vacinação. Como você sabe, o STF entende o que quiser de uma lei, dependendo da direção do vento. E a lei em questão, mesmo com todo o seu autoritarismo, determina que quaisquer das medidas previstas requerem a devida fundamentação científica para entrarem em execução. Conforme mencionado anteriormente, essa fundamentação não existe — nem mesmo na literatura criativa do BBButantan.

A Anvisa resolveu aprovar o uso emergencial de vacinas incipientes, com cerca de seis meses de estudos e sem eficácia nem segurança devidamente testadas em idosos. Problema dela e de quem quiser tomar. Transformar esse experimento em obrigação é crime.

Corrigindo: problema também de todos os contribuintes, que estão pagando (caro) aos megalaboratórios pelo desenvolvimento de substâncias cuja efetividade e cujos riscos estão em estudo diretamente na população. Nunca se viu nada parecido. Há laboratório que é inclusive imune por contrato a demandas judiciais decorrentes de eventuais reações adversas provocadas pelo seu produto. Tudo normal. É assim mesmo, dizem.

É assim mesmo que querem te vacinar na marra (sem garantia de que isso salve alguém de alguma coisa) com a cobertura do Ministério Público do Trabalho, do STF, do Doria, do Aécio, do xiita de Niterói e de uma falange de ex-liberais fantasiados de cientistas de fundo de quintal. Repetindo o postulado inicial: o mais estranho é ninguém ainda ter chamado a polícia. Será que sobrou alguém fora do lobby?

Leia também o artigo de J. R. Guzzo desta edição, “O MP está doente”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

40 comentários

  1. Simples assim… Para que existe o MPT? Qual a real contribuição que esse órgão deu ao País? Real, repito!! Já a interpretação desse STF…..

  2. Somente resta a conciencia da populacao para buscar defesa individual ou colectiva se possivel. Penso que nestes tempos estranhos nao ha autoridades legalmente constituidas que nos represente. O que nos da um pouco de esperanca sao jornalistas idóneos que funcionan como nossos Arautos. Parabens Fiuza e outros.

  3. Fiuza, lendo o seu texto, fica parecendo que a medida (exagerada, é certo) está sendo aplicada sem nenhum motivo. Ora, será que os mais de 230 mil mortos só por essa doença não são motivo suficiente para se tomar alguma atitude? A depender de você, e da sua graça sobre o assunto dos mortos pela doença, pode deixar o povo morrendo, porque a vacina é mais perigosa, não tem nenhum fundamento científico! Procure avaliar a mortalidade entre os maiores de 60 anos, entre os maiores de 80 anos. Como referência, entre os maiores de 85 anos ela chega a quase 1/3. Isso mesmo, mais de 30% dos velhinhos que se contamina, morre. E no modelo familiar brasileiro, os idosos moram normalmente com os filhos, que estão trabalhando normalmente, pegando a doença e transmitindo para eles. Será que pensar nos mais idosos é tão ruim assim? Ofende o seu pretenso “direito de não se vacinar”? Pense um pouquinho nos outros, por favor.

    1. Caro Marcus Vinicius, sua besta quadrada, se você quer se vacinar, fique a vontade,mas vai obrigar à pqp a se vacinar também. Eu também acho que você deveria ser obrigado a fazer várias coisas. Nem por isso fico enchendo o saco de ninguém. Portanto pegue sua opinião e vá se lascar.

    2. Seis países europeus mandaram suspender a vacinação em idosos.

      Vacinas experimentais devem ser aceitas somente por quem não se importa em ser cobaia.

      Qualquer instituição que queira obrigar as pessoas sãs a se vacinar deve ser combatida e os seus empurradores de vacinas processados por coação criminosa. A nossa constituição garante que ninguém será obrigado a tratamento médico sem consentimento.

      https://saude.ig.com.br/coronavirus/2021-02-02/franca-polonia-e-suecia-decidem-nao-dar-vacina-de-oxford-a-idosos.html

    3. Marcus Vinicius – Vc. me desperta um dilema: coloco vc. no grupo dos analfabetos funcionais ou dos esquerdopatas subservientes, doutrinados para acreditar e obedecer ? Nem vou perder meu tempo em lhe explicar o texto do Fiuza. Mas, tente se livrar das amarras que colocaram nos seus neurônios foque apenas nos dados numéricos disponíveis – evite os textos para ficar a salvo da sua incapacidade de ENTENDER um texto, apenas pelo conteúdo dele (sem a interferência da esquerdopata). Comece pelo numero de MORTOS que vc. apontou – 230.000. Repito, para ficar apenas nos números, consulte a Transparência/Registro Civil, onde ficam anotados TODOS os mortos e as causa-mortis ocorridas no Brasil. Vai cair de quatro (se puder evitar a influencia da doutrinação). Muita coisa DIFERE DA REALIDADE VIRTUAL que vc. enxerga, face a REALIDADE REAL (desculpe a necessária redundancia). Pergunte aos seus gurus sobre o SUMIÇO dos mortos por outras doenças que anualmente aparecem vitimados pelas doenças com as quais convivemos por muitos anos. Pergunte-lhes ainda porque TODOS OS GOVERNOS MUNDIAIS PROIBIRAM a exumação dos mortos por covid-19 (rejeite a baboseira de que a causa seja o grau de infecção do vírus – trata-se de mentira imbecil – mesmo os infectados pela peste negra foram autopsiados e isto porque com a morte do paciente torna-se ridiculamente fácil neutralizar qualquer contagio). Prosseguindo, leve em conta o percentual de mortalidade do covil-19 e a faixa populacional vulnerável. Observe bem os dados anuais mundiais das mortes por todas as outras gripes (Influenzas) e compare-as com essa atual que a FRAUDE INSTAURADA chama de PANDEMIA. Desculpe-me, mas faltou tolerância para continuar este primarismo insuportável. Mas sei que – pelo menos – deixei clara uma trilha para vc. seguir e melhorar razoavelmente sua percepção e DEIXAR DE PARECER UM PERFEITO IDIOTA MANIPULADO….Abraços, sem ressentimentos, ok ?

      1. Grande Ney Pereira, belo texto, está parecendo o Fiuza, felicitações.

      2. Ola Ney.
        Parabenizo pelo seu esforço em tentar esclarecer o colega.
        Mas creio ser esforço inútil.
        Abraço

    4. O problema é que não está comprovada a eficácia da vacina, e os velhinhos são cobaias de um experimento. Torço para que esse experimento dê certo e não piore a situação. Aliás, se a mortalidade é grande entre idosos, por que não vacinar somente os idosos e as pessoas que tem comorbidades, o grupo de risco?

  4. penso como você Fiuza, eu tenho o péssimo hábito de me ater aos fatos e não às narrativas, por exemplo: a peste negra matou praticamente 30% da população da Europa, se o covid fosse assim tão letal teríamos, no Brasil, aproximadamente 60 milhões de mortos em comparação com a mortandade da peste negra e não cerca de 200 mil mortos e, ao contrário do que foi posto pelo Marcos Vinicius , qualquer doença, de gripe e até unha encarava é mais letal para quem tem mais de 80 anos

    1. Antonia, já que você gosta de fatos, vamos aos fatos: a “peste negra”, hoje, é tratada com antibióticos, por 6 dias, mortalidade baixíssima. Não compare o que não pode ser comparado. O estímulo à convivência social descontrolada expõe os mais propensos a morrer, esse é o fato. Se os mais jovens fossem os principais atingidos, eu estaria falando a mesma coisa. O errado é desmerecer os idosos (principais atingidos) como se deles não precisássemos. Um dia, você será também. Ou não, se continuar pensando da mesma forma.

      1. Vinícius, vc já se questionou o pq de hoje só o Covid mata?
        Infarto, gripe sazonal, derrame, dengue,h1n1 e muitas outras doenças foram erradicadas do planeta.

      2. Muito bem colocado. Eu acredito em estatísticas. O que me leva a pensar se estes 239 mil mortos, muito triste, morreram mesmo de Covid. Revendo atestado de óbito de parentes, verifiquei que a causa mortis registrada é bem sucinta. E não havia a pressão atual para atestar morte por Covid. Não se morreu de outras causas no último desde o início da pandemia?

      3. Em que momento do texto Fiuza desmereceu os idosos? Aponte o parágrafo pra mim porque esse eu não vi.

      4. Marcus Vinicius – como todo esquerdopata ou psicótico influenciado ou doutrinado – vc eh insistente….Volte-se para as pistas que deixei para vc. em resposta ao seu comentário anterior e continue comparando números. vai observar que quase 90% dos infectados fica assintomatico – o que elimina a necessidade de QUALQUER VCINA. Agora, venças suas resistências internas e pesquise as estatísticas do tratamento precoce MUITO bem sucedidos DA HCQ + IVERMECTINA + VITAMINA D + ZINCO etc (sabotado pelos EUGENISTAS ESQUERDISTAS GLOBALISTAS, liderados pelo REI DAS VACINAS, Bill Gates) … EIS A RESPOSTA, TESTADA E APROVADA PARA OS IDOSOS – CAUSA DAS SUAS “ALEGADAS” PREOCUPAÇÕES (que lamento dizer – meio incríveis para ser levada em conta).

  5. O pior de tudo é “autoridade” de meia-tigela querendo obrigar a vacinar até quem já pegou o vírus, sendo que a pessoa já está imunizada e com anticorpos muito mais potentes do que os supostamente produzidos a partir da vacina.

  6. Parabéns Fiuza. Há tempos li um reportagem de um esquerdopata pouco mais inteligente que os atores atuais, que eles – esquerdopatas – deveriam estudar e ocupar cargos importantes na administração pública, de modo a impor a ignara filosofia de Max. Pois é, o MP e a Justiça do Trabalho estão eivados dessa erva daninha. Sé o presidente tivesse proposto a obrigatoriedade, era logo taxado de ditador e ou outros elogios, mas como foi a favor de respeitar a individualidade do cidadão, o MPT mostrou toda sua parcialidade com a opção politica.

  7. Solta o verbo, Fiuza! Vcs da Oeste expressam o asco que muitos brasileiros sentem e querem ter suas vozes com a ressonância apurada e honesta.

  8. Brilhante artigo. Parabéns Fiuza. Quanto a vacinação os esquerdopatas deveriam ser os primeiros a serem vacinados. Se alguma der errado e tiverem sequelas ou até mesmo morrerem não farão a menor falta.

  9. Fiúza com razão.
    É preciso fazer alguma coisa:
    Tratamento precoce
    Vacinação
    Spray
    Ac prontos
    Mas o seu ponto é crucial, como obrigar se a ciência está testando?
    Qual o sentido de ações variadas ainda não seguras e atestadas?
    Portanto, as decisões têm sido tomadas considerando viés político, interesse econômico e outros critérios que em última instância respeitam as liberdades individuais.
    Em meio a tantos novos bilionários, temos vivido em um mundo bem pobre de princípios morais e éticos.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site