Dinheiro na cueca: filho de Rodrigues vai assumir vaga no Senado

Mais cedo, o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) havia enviado um pedido para que ficasse fora do cargo por 90 dias; suplente vai assumir vaga
-Publicidade-
O senador Chico Rodrigues | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado
O senador Chico Rodrigues | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado | senador - Chico Rodrigues

Senador Chico Rodrigues (DEM-RR) pediu afastamento do cargo por 121 dias após ser flagrado com mais de R$ 30 mil escondidos na cueca

senador
Senador foi alvo de operação da Polícia Federal na semana passada | Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O senador Chico Rodrigues (DEM-RR), que foi flagrado pela Polícia Federal com dinheiro na cueca, alterou o seu pedido de afastamento para 121 dias. Mais cedo, o democrata havia enviado um pedido para que ficasse fora do cargo por 90 dias.

-Publicidade-

Com o afastamento, o senador fica sem remuneração. Desta forma, o primeiro-suplente Pedro Arthur Rodrigues (DEM-RR), filho do senador, poderá assumir o cargo.

A licença foi uma solução costurada com diversos aliados para evitar a cassação. Logo após a operação da PF, o ministro Luís Roberto Barroso do Supremo Tribunal Federal (STF) determinou que Rodrigues fosse afastado do cargo. No entanto, a decisão final caberia ao Senado, e uma votação poderia desgastar os demais parlamentares.

Rodrigues é suspeito de participar de um esquema de desvio de recursos destinados ao combate à covid-19. Em sua residência, a PF apreendeu cerca de R$ 33 mil, sendo que pouco mais de R$ 17 mil estavam escondidos na cueca do senador.

Em nota divulgada na segunda, 19, a defesa de Rodrigues afirmou que o dinheiro encontrado nas vestes íntimas se destinava “ao pagamento dos funcionários de empresa da família do senador”. Segundo os advogados Ticiano Figueiredo, Pedro Ivo Velloso e Yasmin Handar, o ex-vice-líder “está sendo linchado por ter guardado seu próprio dinheiro”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários Ver comentários

  1. Com este afastamento de mais de 120 dias, seu filho já poderá se aposentar com todas as regalias de ter sido Senador. É pilantra demais até na hora de ser pilantra.

  2. Filho de bundão, ladrão também deve ser.
    Como a esquerda adora maltratar o termo família, vai eu mudando de lado.
    Agora sou canhoto.

  3. Para assumir o cargo precisa examinar pra ver se tem dinheiro na bunda ou se a bunda está vazia. Se houvesse dignidade o filho não aceitaria esse cargo esvaziado nessas circunstâncias.

  4. O Senador deveria ser cassado, e o advogado que o defende, com uma declaração cínica desta, deveria ter seus direitos suspensos. Ambos são amorais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.