Presidente repreende apoiador que pediu fechamento do Congresso

"Aqui não tem que fechar nada. Aqui é respeito a Constituição brasileira!", afirmou Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada esta manhã
-Publicidade-

“Aqui não tem que fechar nada. Aqui é respeito à Constituição brasileira!”, afirmou Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada nesta manhã

Presidente Jair Bolsonaro | Foto: Twitter/Jair Bolsonaro

O presidente da República, Jair Bolsonaro, refutou na manhã desta segunda-feira, 20, qualquer movimento em favor de fechamento das instituições como o Congresso Nacional ou o Supremo Tribunal Federal (STF). Em conversa com apoiadores e jornalistas na saída do Palácio da Alvorada, o presidente comentou os protestos contra o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e ministros do STF. Ele reforçou seu respeito aos poderes legislativo e judiciário e chegou a repreender um apoiador que pediu pelo fechamento do Supremo.

-Publicidade-

Oito Estados mais o Distrito Federal registraram ontem protestos contra o presidente da Câmara dos Deputados e ministros do Supremo. Além do DF, São Paulo, Rio Grande do Sul, Pernambuco, Ceará, Maranhão, Rio de Janeiro, Bahia e Paraná tiveram várias carreatas e buzinaços, que pediram, também, o relaxamento do isolamento social.

Representantes dos dois poderes vêm impondo entraves à gestão Bolsonaro, sobretudo no que diz respeito às diretrizes de combate ao coronavírus traçadas pelo Palácio do Planalto. Durante a fala do presidente nesta manhã, um dos apoiadores do presidente chegou a gritar, como forma de protesto: “Fecha o Supremo!”.

Bolsonaro, então, respondeu aos apoiadores e jornalistas: “Aqui não tem que fechar nada. Aqui é respeito à Constituição brasileira! Aqui é minha casa e sua casa; então peço, não se fala isso. Supremo aberto, transparente! Congresso aberto, transparente!”.

Ao ser indagado sobre quais foram as pautas das manifestações, o presidente disse: “Povo nas ruas, dia do Exército e volta ao trabalho”. Além disso, jornalistas presentes questionaram Bolsonaro sobre o fato de alguns apoiadores durante as passeatas carregarem faixas a favor do AI-5.

“Olha, eu falei que vou responder aqui, todo e qualquer movimento tem infiltrado, tem gente que tem sua liberdade de expressão, respeite. Pegue meu discurso [durante as manifestações]: eu não falei nada contra qualquer outro poder. Muito pelo contrário, queremos voltar ao trabalho, o povo quer isso, estavam lá saudando o Exército brasileiro, só isso. Fora isso, é tentativa de incendiar uma nação que está dentro da normalidade.”

O presidente ainda falou em defesa da democracia e da liberdade: “No que depender do presidente democracia e liberdade acima de tudo”.

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

4 comentários

  1. Para variar, se forem pesquisar em outros veículos de comunicação impressa e televisiva, o contexto é bem diferente, por isso que a maioria da população, reclama da mídia, e aqui não se trata de querer que tenhamos uma imprensa chapa branca, mas sim, minimamente honesta, e isto está cada vez mais raro no Brasil.

  2. Notícia isenta e objetiva; quando assinei a Oeste estava a procura desse pragmatismo no jornalismo, raro hoje em dia; cansei da Globolixo, FSP, Veja (fui assinante quase 30 anos; cancelei, atualmente contaminada pelos esquerdistas) e Estadão( lá ainda tem o Guzzo, mas agora aqui muito melhor). Antagonista, “era uma ilha”, virou ideologia (fórum de comentários dos leitores, só troca de farpas e ofensas de baixo calão; avacalhou de vez), migrei de lá também; os fundadores foram convertidos, acho até que venderam as almas (a grana fala mais alto em todo lugar; não foi diferente). Sou apartidário, torço pelo bem do Brasil; ficarei por aqui; opiniões sérias e sensatas, time de jornalistas de primeira linha, sem ideologia. torçamos para que continue.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro