Para proteger governo Biden, Facebook remove posts sobre recessão

Economista norte-americano teve publicação censurada na rede social
-Publicidade-
O Politifact, órgão que verifica as informações na plataforma, recomendou que o Facebook removesse publicações contrárias a atual situação
O Politifact, órgão que verifica as informações na plataforma, recomendou que o Facebook removesse publicações contrárias a atual situação | Foto: Reprodução

A Meta — dona do Facebook — e comandada por Mark Zuckerberg “redefiniu” o termo recessão econômica e começou a remover postagens daqueles que lembram a definição defendida mundialmente.

Tradicionalmente, uma recessão técnica acontece com dois trimestres consecutivos de queda do Produto Interno Bruto (PIB) de um país — situação atual em que os EUA se encontram.

Mas para não admitir que o país entrou em recessão, o Centro Nacional de Pesquisas Econômicas dos EUA (NBER, na sigla em inglês) informou que uma recessão é um “ciclo econômico contrativo onde há um declínio geral na economia”, uma definição excessivamente ampla que não serve muito.

-Publicidade-

A postagem

Phillip Magness, diretor de pesquisa e educação do Instituto Americano de Pesquisa Econômica, escreveu um post no Facebook explicando a definição da palavra “recessão”. Em sua publicação, Magness mostrou todas as vezes que o governo federal, incluindo os democratas e o próprio Joe Biden, usou a clássica definição de recessão.

Ele também lembrou que sempre, sem exceção, todas e cada uma das recessões ocorridas em 1930, 1938, 1945, 1949, 1953, 1957, 1960, 1970, 1974, 1980-1982, 1990, 2008 e 2020 foram determinadas pela queda consecutiva de dois trimestres do PIB.

No entanto, o Politifact, órgão que verifica as informações na plataforma, recomendou que o Facebook removesse a publicação do economista feita em 24 de julho. O Politifact explicou que a afirmação “a Casa Branca está tentando proteger Joe Biden alterando a definição de recessão” é falsa e, portanto, deve ser removida da rede social.

Magness chamou a censura do Facebook de “Orwelliana”, referindo-se ao livro de George Orwell, de 1984, que segue a história de um funcionário do Ministério da Verdade encarregado de remover a opinião das pessoas do discurso público.

Phillip Magness, diretor de pesquisa e educação do Instituto Americano de Pesquisa Econômica, em entrevista à TV dos EUA

No Twitter, o economista escreveu: “Vivemos em uma paisagem infernal orwelliana. O Facebook agora está ‘verificando os fatos’ de qualquer pessoa que questione os jogos de palavras da Casa Branca sobre a definição de recessão.”, observou.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

15 comentários Ver comentários

  1. Se alguém ainda tinha dúvidas sobre a sem vergonhice, mal caratismo e crime cometido pelas redes sociais nas eleições de 2020, focando aqui no Facebook, na pessoa do próprio MZ e no apoio financeiro e extra (de todas as formas possíveis, legais ou não) que deram ao candidato do partido demoniocrata, eu espero sinceramente que notícias como essa mostrem a verdade! Se eles estão mexendo nas notícias para acobertar as atrocidades que o DESgoverno Bidê está fazendo, imagina o que não fizeram na época das eleições? Por favor, vamos por a mão na consciência e admitir que eles só ganharam pelo jogo baixo, falcatruas e continua tudo igual, de mãos dadas c seus parceiros da elite abastada e colocando o povão no fundo do poço 🤨

  2. Politifact agencia de checagem de verdade para o q ela considera verdade….ta igual as agencias de checagens do STF, só mentiras….tambem, STF NUNCA EMITE VERDADE, SAO TODOS CRIMINOSOS MENTIROSOS

  3. O problema qe pra facebook aqui no Brasil vivemos uma recessao sim e a culpa toda é do Bolsonaro, é capaz deles colocar la que a culpa fi do Bolsonaro tbm.

  4. Evolução dos Métodos p Subjugar Povos:

    (i) os Romanos exportavam legiões;
    (ii) os Ingleses, o capital;
    (iii) o comunismo, a miséria;
    (iv) e agora, os Senhores Feudais do século XXI, disseminam a desinformação e a mentira deslavada.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.