JBS paga R$ 55 milhões de resgate a hackers

A prática é conhecida ransomware e ocorre quando a empresa paga um resgate para interromper o ataque cibernético
-Publicidade-
Depois do pagamento, a JBS conseguiu se reestabelecer rapidamente
Depois do pagamento, a JBS conseguiu se reestabelecer rapidamente | Foto: Divulgação/JBS

Para cessar o ataque de hackers que paralisou suas operações nos Estados Unidos e na Austrália, a JBS desembolsou US$ 11 milhões (cerca de R$ 55 milhões). O pagamento foi feito em bitcoins — moeda digital sem lastro com governos. Depois dele, a companhia conseguiu reestabelecer rapidamente o funcionamento de todas as suas fábricas e reduzir o impacto sobre a cadeia de fornecedores. A prática é conhecida como ransomware e ocorre quando a empresa paga resgate para interromper um ataque cibernético.

“Foi muito doloroso pagar os criminosos, mas fizemos a coisa certa pelos nossos clientes”, afirmou André Nogueira, diretor-executivo da JBS nos Estados Unidos, ao Wall Street Jornal .

-Publicidade-
Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site