Ministro da Agricultura conclui viagem por mais fertilizantes para o Brasil

Celso Moretti, presidente da Embrapa, fez parte da comitiva
-Publicidade-
Foto: Da esquerda para a direita, Celso Moretti, presidente da Embrapa, e Marcos Montes, ministro da Agricultura | Foto: Valter Campanato/Agência Brasil
Foto: Da esquerda para a direita, Celso Moretti, presidente da Embrapa, e Marcos Montes, ministro da Agricultura | Foto: Valter Campanato/Agência Brasil

Marcos Montes, ministro da Agricultura, concluiu nesta sexta-feira, 13, a viagem em busca de fertilizantes que passou por Jordânia, Egito e Marrocos. Os três países são, respectivamente, importantes fornecedores dos insumos à base de potássio, nitrogênio e fosfato.

A comitiva brasileira também contou com a participação de Celso Moretti, presidente da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, possibilitando que fossem fechadas parcerias para pesquisa com a instituição.

Acordos por fertilizantes

-Publicidade-

O primeiro desembarque ocorreu na Jordânia, no sábado 7, onde a delegação do Brasil participou de uma reunião com o Maen Nsour, CEO da Arab Potash Company. Em 2022, a empresa jordaniana deve fornecer cerca de 320 mil toneladas para o agro brasileiro, o que representa em torno de 1% da demanda nacional por importações do item em 2021. Nsour revelou que a companhia pretende abrir um escritório de negócios no Brasil.

No segundo destino, o Egito, as reuniões foram com autoridades locais como Moustafa El Sayeed, vice-ministro da Agricultura, e Aly Al Moselhy, ministro do Abastecimento, além de representantes da egípcia Agriculture Research Center. As parcerias firmadas também envolvem o comércio de alimentos e o intercâmbio científico.

Ao longo de 2021, cerca de 15% de todos os fertilizantes à base de fosfato importados pelo Brasil vieram do Egito, conforme informações do governo federal. No mesmo período, o agronegócio brasileiro forneceu 4,6 milhões de toneladas em produtos do agronegócio para os egípcios — o que corresponde a praticamente 40 quilos por habitante, sendo que quase 100% foram de alimentos.

Por fim, Montes e Moretti estiveram no Marrocos, na quinta-feira 12. Eles participaram de audiências com Mostafa Terrab, CEO da Office Chérifien des Phosphates, e representantes da Universidade Politécnica Mohammed VI. A companhia, que é a maior fornecedora de fertilizantes de fosfato para o Brasil, revelou que pretende instalar uma fábrica em território brasileiro.

Balanço de Montes

Por meio do Twitter, Montes disse que volta ao Brasil com “boas notícias e confiante” de que os encontros trarão resultados que “contribuirão fortemente” com o agronegócio nacional.

Leia também: “Potássio para dar e vender”, reportagem de Artur Piva para a Edição 102 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.