Cidade de São Paulo vai priorizar Pfizer para dose de reforço, diz secretário

Capital paulista inicia amanhã vacinação de idosos acima de 90 anos com a terceira dose contra a covid-19
-Publicidade-
Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de São Paulo: prioridade para Pfizer na terceira dose
Edson Aparecido, secretário municipal de Saúde de São Paulo: prioridade para Pfizer na terceira dose | Foto: Aloisio Mauricio/Foto Arena/Estadão Conteúdo

Apesar da insistência do governo do Estado em utilizar a CoronaVac para as doses de reforço contra a covid-19, o secretário municipal de Saúde de São Paulo, Edson Aparecido, afirmou neste domingo, 5, que a capital paulista vai priorizar o imunizante da Pfizer a partir do dia 15 de setembro.

Na segunda-feira 6, a cidade inicia a vacinação com a terceira dose dos idosos acima de 90 anos. “Nós, neste primeiro momento, a partir de amanhã, utilizaremos as doses que estiverem disponíveis nas nossas unidades, basicamente Pfizer, AstraZeneca e Coronavac. Não temos Janssen no momento. A partir do dia 15, quando o ministério [da Saúde] disponibilizar as doses de Pfizer, a gente deve priorizar a Pfizer como terceira dose”, disse Aparecido em entrevista à CNN Brasil.

Leia mais: “Queiroga: sem registro definitivo, CoronaVac não será usada para 3ª dose”

-Publicidade-

Na semana passada, como noticiou Oeste, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, descartou a aplicação da CoronaVac como dose de reforço pelo Programa Nacional de Imunizações (PNI). A vacina chinesa, produzida pelo laboratório Sinovac e distribuída no Brasil pelo Instituto Butantan, não obteve autorização definitiva na Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) — apenas para uso emergencial.

Leia também: “Terceira dose com CoronaVac é ‘decisão de alto risco’, diz especialista”

A cidade de São Paulo também começa amanhã a vacinação dos adolescentes de 12 a 14 anos. “É absoluta prioridade. Temos 57,8% da população que já tomou a segunda dose na cidade de São Paulo e, para que possamos proteger a população, sobretudo contra a variante Delta, é prioridade dar a primeira dose a esses jovens e a segunda dose nos adultos. A prioridade é completar a vacinação na nossa cidade”, afirmou Aparecido.

Leia também: “SP aplicou 4 milhões de doses da CoronaVac de lotes suspensos pela Anvisa”

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro