Contaminação nas escolas caiu mais de 70%, diz governo de São Paulo

Comparação foi feita entre os meses de junho e setembro
-Publicidade-
Aulas presenciais foram retomadas nas redes municipal e estadual em São Paulo
Aulas presenciais foram retomadas nas redes municipal e estadual em São Paulo | Foto: Danilo M Yoshioka/Estadão Conteúdo

Segundo dados divulgados pelo governo de São Paulo nesta sexta-feira, 22, a contaminação por covid-19 entre alunos, professores e funcionários de escolas públicas e privadas do Estado caiu mais de 70% na comparação entre os meses de junho, quando houve o maior número de casos neste ano, e setembro, que apresenta os menores índices.

As informações foram disponibilizadas no Painel Simed (Sistema de Informação e Monitoramento da Educação para Covid-19), criado pela Secretaria da Educação do Estado. As consultas podem ser feitas por rede (municipal, estadual ou privada), diretoria de ensino, município, vínculo (aluno, servidor e trabalhadores terceirizados) ou faixa etária.

Segundo a pasta, é a primeira vez que um painel mostra o cruzamento entre notificações de casos nas escolas e os dados fornecidos pelos sistemas do Ministério da Saúde. O Painel Simed será atualizado diariamente e contabiliza os dados de contaminação desde o dia 3 de janeiro de 2021. Nessas 42 semanas, houve 8,8 mil casos confirmados.

-Publicidade-
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.