‘A epidemia pode terminar antes da vacina’, diz Terra

Deputado pede muito cuidado com imunizantes contra a covid-19
-Publicidade-
O deputado federal Osmar Terra, do MDB do Rio Grande do Sul | Foto: Agência Brasil
O deputado federal Osmar Terra, do MDB do Rio Grande do Sul | Foto: Agência Brasil

Deputado pede muito cuidado com imunizantes contra a covid-19

osmar terra - deputado federal - vacina - covid-19
O deputado federal Osmar Terra, do MDB do Rio Grande do Sul | Foto: Agência Brasil
-Publicidade-

O deputado federal Osmar Terra (MDB-RS) está de volta à luta contra os “desmandos” protagonizados por autoridades em tentativas de enfrentamento à disseminação do novo coronavírus do país. É dessa forma que ele, médico formado pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, se coloca diante da covid-19, doença contra a qual lutou ao decorrer das últimas semanas.

Leia mais: “Companhia aérea quer tornar vacina da covid-19 obrigatória para passageiros”

Dias pós receber alta hospitalar, Terra concedeu entrevista à rádio Jovem na noite desta terça-feira, 8. Além de aproveitar para falar de qual forma lidou com o vírus, admitindo tratamento com hidroxicloroquina e antibióticos, o parlamentar aproveitou para falar sobre projetos de vacinação. Nesse sentido, demonstrou cautela em relação a uma possível aprovação de imunizante no Brasil.

“A epidemia pode terminar antes da vacina [ser aplicada em massa]“, disse o deputado emedebista ao participar da edição de hoje de Os Pingos nos Is, programa que conta com participações de três colunistas da Revista Oeste: Ana Paula Henkel, Augusto Nunes e Guilherme Fiuza. Para tal afirmação, Terra voltou a falar em imunidade de rebanho, com o vírus deixando de se espalhar após ter infectado de 80% a 85% da população de determinada localidade. Dessa forma, ele acredita na possibilidade de mais de 60 milhões de brasileiros já terem encarado o novo coronavírus.

Críticas a Doria

Osmar Terra criticou o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), apesar de não mencionar diretamente o nome do político tucano. “É absurdo marcar data para uma vacina”, afirmou o deputado do MDB. Mesmo sem ter previsão de receber registro por parte da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Doria prometeu iniciar a vacinação da CoronaVac em 25 de janeiro de 2021.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site