Covas quer reduzir leitos de UTI para covid-19 em São Paulo

Covas quer reduzir leitos de UTI para covid-19 em São Paulo.
-Publicidade-
Covas pediu para liberar leitos de UTI de covid-19. Custa saber se Doria vai liberar | Foto: Governo do Estado de São Paulo
Covas pediu para liberar leitos de UTI de covid-19. Custa saber se Doria vai liberar | Foto: Governo do Estado de São Paulo | uti, covid-19, bruno covas, cidade de são paulo, joão doria, plano são paulo, reabertura econômica

Prefeito vai precisar negociar com Doria ou pode ter de regredir no Plano São Paulo de retomada, já que número de UTIs disponíveis é critério para manutenção de fase

uti, covid-19, bruno covas, cidade de são paulo, joão doria, plano são paulo, reabertura econômica
Covas pediu para liberar leitos de UTI de covid-19. Custa saber se Doria vai liberar | Foto: Governo do Estado de São Paulo
-Publicidade-

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, quer reduzir o número de leitos de unidade de terapia intensiva (UTI) disponibilizadas para pacientes de covid-19 na cidade.

Entretanto, antes de fazê-lo, terá de entrar em acordo com o governador João Doria, já que a quantidade de leitos de UTI é um dos critérios para manter o município na fase amarela do Plano São Paulo de retomada da economia.

“A gente poderia utilizar leito que está hoje disponibilizado para a covid, e não utilizado, para poder retomar as cirurgias eletivas na cidade”, aponta o prefeito.

Atualmente, sem contar as UTIs particulares, a taxa de ocupação desse tipo de leito é de 54%. Com os leitos privados, sobe para 66%.

Segundo a secretária estadual de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, assim como outras cidades fizeram, este é mais um pedido de recalibragem do plano de reabertura que será levado em consideração.

No entanto, a secretária frisou que é preciso esperar ao menos 15 dias antes que a proposta seja analisada e aplicada de fato pelo governo estadual.

 

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. O senhor prefeito Bruno “Abre” Covas terá que entrar em acordo com o DitaDória ? Sei. Essa dupla já entrou em acordo faz tempo. Já foi autorizado o uso precoce da hidroxocloroquina + azitromicina para os pacientes dos hospitais públicos da Capital ? Qual o protocolo adotado pela dupla ?

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site