Covid-19: secretário defende congelar salário de servidores por dois anos

Para Adolfo Sacshida, não compete apenas à iniciativa privada pagar a conta da pandemia de coronavírus
-Publicidade-
O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida | Foto: ANDERSON RIEDEL/PR
O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida | Foto: ANDERSON RIEDEL/PR

Para Adolfo Sacshida, não compete apenas à iniciativa privada pagar a conta da pandemia de coronavírus

O secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sachsida
Foto: ANDERSON RIEDEL/PR
-Publicidade-

“Não é cortar salários dos servidores, mas não é complicado passar dois anos sem reajuste. O exemplo tem de vir de cima, temos de ter ajustes além dos econômicos”, constatou ontem o secretário de Política Econômica do Ministério da Economia, Adolfo Sacshida, numa transmissão ao vivo da XP Investimentos.

Segundo ele, não é complicado para um funcionário que começa na carreira ganhando R$ 30 mil por mês ficar um tempo sem reajuste salarial — sobretudo neste momento de pandemia de coronavírus, que afetou gravemente a economia mundial. Portanto, a conta não será paga apenas pela iniciativa privada.

“O desemprego está subindo a passos largos. Será que está correto algumas pessoas manterem o emprego e não perderem salário?”, interpelou o secretário, ao se referir, é claro, aos servidores públicos com estabilidade e, também, altos salários e benefícios dignos de marajá.

A indagação de Sacshida coincide com o atual cenário: redução de jornada e rendimentos dos trabalhadores do setor privado. Tais medidas, como a MP 936, estão sendo adotadas para que as empresas possam atravessar este momento de crise, acentuado pelos casos de covid-19 no Brasil.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site