Governo habilita 8,2 mil leitos de UTI

O Ministério da Saúde já investiu R$ 1,1 bilhão na empreitada. Além disso, encaminhou 3,8 mil ventiladores pulmonares para Estados e municípios
-Publicidade-
Ministério da Saúde já habilitou vários leitos de UTI | Foto: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL
Ministério da Saúde já habilitou vários leitos de UTI | Foto: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL | Ministério da Saúde já habilitou vários leitos de UTI | Foto: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL

O Ministério da Saúde já investiu R$ 1,1 bilhão na empreitada. Além disso, encaminhou 3,8 mil ventiladores pulmonares para Estados e municípios

governo
O foco da pasta é atender pacientes com a covid-19 em estado grave
Foto: WILSON DIAS/AGÊNCIA BRASIL
-Publicidade-

O Ministério da Saúde habilitou ontem 734 novos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTIs) em cinco Estados: Rio Grande do Sul (314), Pernambuco (284), Rondônia (15), Bahia (10) e Rio de Janeiro (111).

Portanto, entre abril e junho, 8.247 leitos de UTI já foram disponibilizados. Para isso, o governo Bolsonaro investiu R$ 1,1 bilhão, cujo foco é atender o paciente com a covid-19 em estado grave.

“Essa descentralização de recursos foi pertinente para ter o mínimo de infraestrutura de leitos de UTI”, afirmou em entrevista coletiva o secretário de atenção especializada Luiz Otávio Franco Duarte.

Entenda o processo

As secretarias estaduais e municipais são responsáveis por fazer o pedido de habilitação. Sendo assim, o Ministério da Saúde faz o repasse de recursos destinados à manutenção dos serviços.

O dinheiro é pago em parcela única. O valor vai custear os leitos pelos próximos 90 dias ou enquanto houver necessidade em decorrência da pandemia — mesmo que não sejam utilizados, o montante é repassado.

Leia mais: O ataque do Covidão, reportagem publicada na edição n° 7.

Em abril, uma portaria dobrou o valor da diária paga pelo ministério para custeio diário de leitos para UTI adulto e pediátrico destinados ao tratamento do coronavírus, passando de R$ 800 para R$ 1,6 mil.

As habilitações valem para o período de três meses ou enquanto houver necessidade.

Respiradores

No período citado anteriormente, o governo também distribuiu 3,8 mil ventiladores pulmonares para todo o país. Entre unidades para uso em UTI e para uso em ambulâncias.

De acordo com o Ministério  da Saúde, a distribuição dos ventiladores pulmonares para os municípios e unidades de saúde é de responsabilidade de cada Estado.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site